Uma juíza da vara da infância da Polônia renunciou ao cargo depois de ter se tornado o centro das atenções por decisões como a de investigar a suposta homossexualidade de Tynky Wynky, um dos Teletubbies, segundo informa a agência EFE.

“A decisão de me demitir não foi fácil”, disse a juíza Ewa Sowinska em uma entrevista, logo depois de abandonar o cargo. Ela afirmou ainda que estava muito emocionada ao deixar a função.

A decisão de Ewa, nomeada no governo anterior, foi comemorada pelo presidente do Parlamento, Bonislaw Komorowski, que declarou sua satisfação com a saída de uma política que, segundo ele, havia fomentado os enfrentamentos e controvérsias.

A juíza destacou-se na mídia depois que, no ano passado, pediu a investigação do desenho infantil Teletubbies que, assegurou ela, continha uma mensagem subliminar que potencializava a homossexualidade entre as crianças.

De acordo com ela, o personagem Tynky Wynky era uma alegoria à homossexualidade com sua bolsa rosa (mágica), seu triângulo invertido na cabeça (antigo símbolo da mulher por sua referência ao útero) e seus modos afeminados.

O jornal americano The Washington Post colocou a política polonesa no ranking do “estúpidos de 2007” graças a suas afirmações sobre o personagem do programa.

Fonte: Terra