O pastor Marcos Pereira da Silva, acusado de estupro, recebeu liberdade, nesta quarta-feira, após a Justiça acatar um pedido de habeas corpus.

Segundo a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap), o benefício não se trata de indulto de Natal. Ele foi condenado a 15 anos de reclusão pela 2ª Vara Criminal da Comarca de São João de Meriti, após ser preso, no dia 8 de maio de 2013.

O pastor, que era líder da Igreja Assembleia de Deus dos Últimos Dias, deixou a Penitenciária Vieira Ferreira Neto, no bairro do Fonseca, em Niterói, por volta das 14h30. O crime ocorreu no final de 2006 contra uma seguidora da assembleia, dentro da própria igreja. Outras quatro pessoas também afirmaram, na época, terem sido vítimas do acusado.

[img align=right width=200]http://og.infg.com.br/in/14908797-94e-eb3/FT1086A/180/PASTOR.jpg[/img]De acordo com o depoimento de testemunhas, Marcos é “uma pessoa manipuladora, fria, só pensa em si, utilizando-se das pessoas para satisfazer seus instintos mais primitivos e de forma promíscua, utiliza da boa-fé das pessoas para enganá-las”

[b]Fonte: O Globo[/b]