A família de uma mulher em coma há 17 anos na Itália conseguiu vencer nesta segunda-feira uma batalha jurídica para obter a suspensão da alimentação que lhe é fornecida.

A informação foi confirmada pelo advogado da família, Vittorio Angiolini.

O tribunal administrativo de Milão anulou uma decisão anterior que impedia a suspensão da alimentação dada a Eluana Englaro, 37 anos. “Estou muito satisfeito”, comemorou o pai de Eluana, que luta pela causa há 10 anos.

Apesar das pressões da Igreja Católica e do Vaticano, um estabelecimento de saúde de Udine informou que estaria pronto para receber Eluana para que ela vivesse os últimos minutos da sua vida. A decisão definitiva do caso deverá ser anunciada antes da próxima semana.

Fonte: Diário do ABC