O jogador evangélico, meia do Milan, teria apresentado declarações de renda falsas em 2008 e 2009, segundo jornal Libero, da Itália

Kaká é acusado de evasão fiscal na Itália. Segundo o jornal italiano Libero, desta sexta-feira, ele teria apresentado declarações de renda falsas em 2008 e 2009. O prejuízo seria de cerca de dois milhões de euros (R$ 6,2 milhões) ao governo local.

O Fisco italiano começou a checar a situação de uma empresa que era conhecida por gerenciar os negócios de personalidades famosas da Itália.

A promotoria quer esclarecer se, por meio do acordo com essa empresa, Kaká deixou de pagar a taxa real de impostos, contribuindo com o menos do que deveria, o que seria classificado pela justiça como “abuso de direito”.

Kaká deverá ser alvo de ação penal por causa das declarações falsas nos dois anos, nos quais recebeu cerca de 18 milhões de euros em salários pelo Milan, antes de se transferir para o Real Madrid.

[b]Fonte: Band – UOL[/b]