Depois de roubar uma carteira e ameaçar a vítima com uma suposta arma, um ladrão decidiu pedir perdão a Deus e acabou preso, dentro de uma igreja católica. O fato aconteceu na manhã do último sábado, em São José dos Campos (SP), e chamou a atenção até dos policiais militares que fizeram a prisão.

O acusado, Neander Pinto, simulou que estava armado e ameaçou o designer Marcelo Peneluppi, que havia estacionado seu carro em frente a uma escola técnica em São José. “Ele estava com a mão debaixo da blusa, fez ameaças e rapidamente levou a carteira, saindo correndo em seguida”, contou o designer, que não reagiu ao assalto. “Ficamos muito assustados, sem saber o que fazer”.

Uma testemunha, então, contou a policiais que passavam pelo local que um homem havia entrado na igreja de São Sebastião. Na sacristia, sozinho, ajoelhado e com as mãos pra cima, o bandido foi encontrado pela polícia. “Ele falou que estava rezando para pedir perdão a Deus”, relatou o soldado Cássio Clay de Araújo, que fez a prisão. “Nunca havia passado por isso, foi curioso”, acrescentou. Neander, que já tinha passagem pela polícia por duplo homicídio e estava em liberdade condicional, foi levado para a cadeia de Jacareí.

Fonte: Agência Estado