Cinco rapazes, dois deles armados com revólveres, invadiram a casa de um pastor evangélico no bairro Cohab Nova em Cuiabá causando pânico na família da vítima, que foi trancada num quarto da casa. O assalto ocorreu anteontem de madrugada e durou cerca de 50 minutos.

Nesse tempo, eles reviraram a casa em busca de jóias e dinheiro. Os ladrões fugiram levando relógios, celulares, aparelhos de DVD, computadores portáteis e tênis.

No início da tarde, policiais militares prenderam Rafael Pedro dos Santos, de 18 anos, e um adolescente de 17. A dupla foi reconhecida no assalto e indiciada no roubo. Como passou o período da prisão em flagrante, o delegado plantonista da Delegacia do Verdão pediu a prisão temporária do maior.

Segundo o pastor, os ladrões ainda roubaram o Corola preto dele, usado para transportar os produtos roubados. O veículo foi encontrado na parte da tarde, estacionado no Centro de Abastecimento do Verdão, com documentos dentro.

Conforme o pastor, os bandidos aterrorizaram a família dele, colocando arma na cabeça da esposa e dos três filhos. A todo momento, os bandidos ameaçavam atirar. Os ladrões arrombaram a porta do quarto onde dormia a avó do pastor.

“Esses ladrões queriam ouro. Acreditavam que eu fosse um vendedor de jóias, pois tinha certeza disso. Então, eu disse que não tinha jóia alguma”, explicou o pastor. Os criminosos trancaram todos num quarto e reviraram a casa. Os bandidos roubaram três relógios, dois celulares, dois DVDs, além de uma corrente de ouro e uma máquina digital.

No início da tarde, PMs do 10º Batalhão prenderam Rafael e o adolescente, também reconhecidos no assalto a uma fábrica de uniformes, minutos antes. Os ladrões, embora reconhecidos no roubo, estavam sem os produtos roubados e sem armas.

No assalto à fábrica de uniformes, os dois teriam roubado cerca de R$ 1.000 em dinheiro e vários celulares de clientes e funcionários. Horas depois, os policiais prenderam o adolescente que estava na garupa de uma motocicleta Bizz.

“Os dois ladrões estavam com a camisa do flamengo. Detivemos o garoto e tivemos sorte porque ele foi reconhecido pelas vítimas”, explicou um dos policiais. Minutos depois, os policiais chegaram até Rafael, também reconhecido. Para policiais plantonistas, a dupla pode ter praticado mais assaltos.

Fonte: Diário de Cuiabá