A cantora Lady Gaga está envolvida em uma polêmica com a igreja batista de Westboro, conhecida nos EUA como uma das mais radicais e conservadoras.

Segundo a Quem, a cantora pediu, em um texto publicado em seu perfil no Facebook, que os fãs ignorassem os fiéis, que organizariam um protesto contra ela e seus admiradores antes de um show.

“(Escrevendo esse texto) me arrisco a chamar atenção para uma organização movida pelo ódio. Mas eu gostaria de avisar meus fãs sobre o protesto… Peço que vocês e que as autoridades públicas não prestem atenção a esses criminosos do ódio. Não interajam com eles, não tentem lutar contra eles… Não respondam a nenhuma provocação. Não desperdicem palavras ou sentimentos, não importa o que vocês ouçam ou vejam, vocês são mais afortunados e abençoados do que eles. Em seus corações, apenas rezem por essas pessoas”, pediu a cantora.

Os fundadores da igreja dizem que a cantora e seus fãs “irão para o inferno por promover o estilo de vida gay e uma confusão de sexos”. Em resposta à igreja, os fãs de Lady Gaga fizeram um movimento no Twitter onde escreviam “Deus ama Gaga”.

Fonte: Correio 24 Horas