Entrou em vigor na cidade americana de Las Vegas nesta sexta-feira uma lei que proíbe que obras de caridade ofereçam comida aos sem-teto. Infratores estão sujeitos a uma multa de até US$ 1.000 e a pena de prisão de até seis meses.

Longe das luzes vibrantes e dos enormes cassinos, há cerca de 12 mil sem-teto na cidade – uma população que dobrou nos últimos dez anos.

Políticos locais dizem que a grande quantidade de cozinhas ambulantes que circulam pelos parques da cidade à noite para oferecer alimentos e bebidas a quem não tem onde morar só agrava o problema.

Organizações de defesa dos direitos humanos dizem que vão contestar a norma nos tribunais, mas as autoridades municipais alegam que há tantas cozinhas ambulantes que residentes e turistas evitam freqüentar áreas que deveriam ser públicas.

A administração espera que a lei estimule os sem-teto a procurarem centros apropriados de assistência social.

Mas críticos da medida dizem que o que se deseja com ela é esconder os problemas sociais de Las Vegas. Há três anos, a cidade foi considerada por uma organização assistencial como a mais mesquinha dos Estados Unidos.

A nova lei certamente não vai ajudar a melhorar a reputação da cidade.

Fonte: BBC Brasil