Mais de 20 opositores detidos na terça-feira depois de irrupção policial numa paróquia do leste de Cuba foram libertados, confirmou nesta quinta-feira o ativista Elizardo Sánchez da Comissão Cubana de Direitos Humanos e Reconciliação Nacional (CCDHRN).

Tudo começou quando 25 dissidentes, vestidos de preto, protestavam na terça-feira contra a prisão de outro opositor numa passeata que começou às 15H30, hora local (18H30 de Brasília), nas ruas de Santiago de Cuba, indo da catedral até a Igreja Santa Teresita.

Segundo um comunicado entregue à imprensa, o pároco do templo, o padre José Conrado, tentou evitar, sem sucesso, a intervenção policial e a prisão dos opositores.

Fonte: AFP