O Arcebispo de Cantuária, Rowan Williams, encontra-se em Lourdes, na França, chefiando uma peregrinação de anglicanos ao santuário católico.

Depois de Bento XVI ter visitado o local, para marcar os 150 anos das aparições, agora é a vez de Rowan Williams, representante máximo da terceira maior igreja cristã do mundo, de visitar Lourdes.

Rowan Williams chefiou uma delegação de algumas centenas de anglicanos, na sua maior parte anglo-católicos, isto é, anglicanos que se consideram muito próximos do catolicismo, em termos de liturgia e doutrina.

O Arcebispo foi bem recebido e pregou numa missa presidida pelo cardeal Walter Kasper, responsável pelo diálogo ecumênico da Igreja Católica. Mas a sua presença causou alguma estranheza e curiosidade, pelo fato de um alto representante de uma igreja com uma forte componente protestante estar a fazer uma peregrinação a um santuário mariano.

A importância dada a “Nossa Senhora” divide, ainda hoje, os católicos dos protestantes, com estes a considerar exagerado e desnecessário o valor que lhe é atribuído por Roma.

Durante a sua pregação, Williams elogiou a vidente Bernardette Soubirous e destacou o seu exemplo para todos aqueles que procuram evangelizar e espalhar a Fé em Cristo.