Líder diz que Deus fez o casamento para algo maior que a satisfação pessoal ou realização.

Ao abordar sua opinião sobre relações entre pessoas do mesmo sexo, um líder do alto escalão da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (SUD) reafirmou sua oposição ao casamento gay. “Enquanto autoridades e bem-intencionados redefinem o casamento, o Senhor ainda não o fez”, afirmou.

O líder mórmon Neil L. Andersen destaca que Deus designou o casamento para algo muito maior que a simples satisfação pessoal e realização dos adultos, partindo para uma base formação familiar para crianças, cravando uma posição oficial que os mórmons têm a respeito da homossexualidade e da definição do casamento.

A declaração de Andersen gera uma certa controvérsia, visto que os mórmons dividem opiniões a respeito da homossexualidade, visto como exemplo a criação do site mormonsandgays.org, destinado a divulgar de forma positiva a “realidade complexa” da comunidade LGBT.

“Mesmo que as pessoas não optem por ter essa atração [por alguém do mesmo sexo], elas podem escolher como reagir a eles. Com amor e compreensão, a igreja estende a mão a todos os filhos de Deus, incluindo nossos irmãos e irmãs gays ou lésbicas”, relata o site.

Em outro caso, os mórmons também ofereceram apoio ao órgão Boy Scouts of America depois de terem liberado a entrada de escoteiros abertamente homossexuais, justificando que a congregação continuará a estender a mão para aqueles que lidam com variadas necessidades no país.

Agradem ou não, os comentários de Andersen vêm como parte de uma conferência semestral dos mórmons realizada em Salt Lake City, estado do Utah (EUA). A conferência geral reúne cerca de 100 mil mórmons do mundo inteiro.

A posição a respeito do casamento gay também surge logo após decisão judicial recente do Utah, que prevê uma proibição estadual que considera o casamento homossexual inconstitucional. A igreja SUD foi um dos vários grupos religiosos a dar apoio à proibição.

[b]Fonte: The Christian Post[/b]