O reverendo protestante Ian Paisley, um dos grandes protagonistas da polícia da Irlanda do Norte dos últimos 40 anos, cedeu neste sábado a liderança de seu partido a Peter Robinson, que na próxima semana também o sucederá como chefe de governo da província britânica.

O comitê executivo do Partido Unionista Democrata (DUP) formalizou a nomeação de Robinson, atual ministro das Finanças.

Robinson será designado primeiro-ministro na quinta-feira, em uma sessão especial do parlamento regional norte-irlandês.

A sucessão de Pesley, conhecido por sua intransigência, por Robinson, que tem fama de moderado, marca uma nova etapa na história iniciada em 10 de abril de 1998, em Ulster (Irlanda do Norte), pelo acordo de Sexta-Feira Santa, que pôs fim a três décadas de enfrentamentos entre católicos e protestantes, nos quais morreram 3.500 pessoas.

Paisley ajudou a devolver a estabilidade a esta turbulenta província ao aceitar compartilhar o poder com seus arquiinimigos do Sinn Fein, quando, durante anos, foi apelido de “Dr. Não” por sua negativa em negociar com os católicos.

Fonte: AFP