Cerca de 30 líderes religiosas cristãs, budistas, hindus, muçulmanas e taoístas, provenientes de 13 países asiáticos, deram vida a uma rede inter-religiosa para coordenar seu empenho na promoção da mulher e da paz na Ásia.

O “Pan Asian Women of Faith Network” foi lançado nos dias passados em Bangcoc, na Tailândia, durante o vértice das líderes religiosas da Ásia. O encontro foi organizado pela Conferência Mundial das Religiões pela Paz (WCRP), o movimento internacional que reúne pessoas de diferentes confissões.

O propósito da nova iniciativa é unir as forças de mulheres de diversas religiões na Ásia para alcançar objetivos comuns: a promoção da condição feminina no continente, o empenho pela paz, pelo meio ambiente, pela justiça e a luta contra a pobreza.

Esses objetivos, segundo a delegada católica Virginia Saldanha, estão em sintonia com a visão e as prioridades dos bispos asiáticos, que consideram o diálogo inter-religioso um instrumento indispensável da missão da Igreja na Ásia.

O plano de ação trienal elaborado durante o evento fixou em particular três prioridades: a compartilha das informações e dos recursos para promover a liderança feminina nas respectivas organizações, a valorização da experiência e da capacidade das mulheres de mediar os conflitos e, por fim, a promoção da igualdade entre os sexos e a luta contra a pobreza, que na Ásia, como em outros lugares, atinge sobretudo as mulheres.

Fonte: Rádio Vaticano