A celebração do Dia da Igreja no Vale do Itajaí, em Santa Catarina, será especial em 2007 pois vai se reportar aos 150 anos do ofício do primeiro culto realizado na cidade de Blumenau e ao centenário de fundação da maior instituição de mulheres evangélicas do país, a Ordem Auxiliadora de Senhoras Evangélicas (OASE).

Sob o lema “O Abraço da Paz”, o Dia da Igreja em Blumenau, cidade localizada a 139 km de Florianópolis, capital de Santa Catarina, pretende reunir, no domingo, 26 de agosto, mais de três mil luteranos no Parque Vila Germânica.

A programação do encontro prevê a apresentação de corais, espaços culturais, louvor, testemunhos e celebrações de ação de graças. O culto festivo será ministrado pelo presidente da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil (IECLB), pastor Walter Altmann, e pela pastora sinodal, Mariane Beyer Ehrat.

As celebrações do Dia da Igreja também recordam os 130 anos de inauguração da Igreja do Espírito Santo, de Blumenau, considerada Patrimônio Histórico de Santa Catarina. Aos domingos, a Igreja do Espírito Santa ainda celebra o culto em língua alemã, preservando o legado dos imigrantes europeus que impulsionaram as atividades eclesiásticas na região.

Durante o Dia da Igreja será lançado livro que recorda a história da OASE no Vale do Itajaí. Na ocasião, também serão lançados 1 mil selos comemorativos do centenário da Ordem, confeccionados em parceria com os Correios.

Na avaliação da pastora Mariane Ehrat, “o engajamento das mulheres ao longo de todas essas décadas foi uma excelente oficina que formou lideranças femininas não só para a igreja, mas para todo o nosso Vale”. A pastora definiu o trabalho da OASE como uma “uma grande bênção de Deus para a nossa igreja evangélica luterana”.

Dentre as autoridades que confirmaram presença no encontro de Blumenau está o governador do Estado de Santa Catarina, Luiz Henrique da Silveira, o prefeito de Blumenau, João Paulo Kleinubing, e a presidente da OASE, Ani Cheila Kummer.

O Sínodo do Vale do Itajaí (IECLB) congrega mais de 100 mil luteranos, divididos em 30 paróquias, 85 comunidades e instituições escolares, hospitalares e sociais.

Fonte: ALC