Madonna e seu marido, Guy Ritchie, devem participar, em setembro, das festas do ano novo hebraico de 5768, com outros três mil estudantes da Cabala, segundo a edição de hoje do jornal “Yedioth Ahronoth”.

A cerimônia é organizada pelo Centro de Cabala em Jerusalém e na Galiléia. Demi Moore, seu marido Ashton Kutcher e a estilista Donna Karan, todos discípulos dessa instituição em Los Angeles, também participarão dos atos.

Esta será a segunda visita de Madonna a Israel, mas, assim como na primeira viagem, há três anos, quando ela recebeu ameaças de morte, a cantora não deve fazer nenhuma apresentação, acrescenta o jornal.

Os artistas e os demais seguidores da Cabala participarão de sessões de estudo e meditação e visitarão os “túmulos dos justos” na Galiléia, segundo os organizadores da visita.

Nos últimos anos, Madonna vem se dedicando ao misticismo judaico e, inclusive, prefere ser chamada pelo nome da rainha bíblica Esther.

A cantora não faz mais shows nas sextas-feiras à noite, para respeitar o Sabbath – entre a noite de sexta-feira e o pôr-do-sol de sábado -, e há informações de que Madonna respeita as rígidas regras judaicas para a alimentação (kosher).

Fonte: EFE