[img align=left width=300]http://www.folhagospel.com/imagem/magnomalta_big.jpg[/img]

Na última quinta-feira, o senador Magno Malta (PR – ES) e a deputada Geovania de Sá (PSDB – SC) compartilharam nas mídias sociais, um pequeno vídeo no qual relatam uma visita que fizeram ao ministro do STF Luís Roberto Barroso para conversar sobre a questão da descriminalização das drogas em caso de ‘uso pessoal’ e alertar sobre os malefícios que esta proposta pode trazer.

A proposta de descriminalização de entorpecentes em casos de ‘pequeno porte’ (uso pessoal) está em julgamento no Supremo Tribunal Federal e tem dividido opiniões, levando a um amplo debate sobre quais seriam de fato os ‘benefícios’ deste projeto.

Segundo o senador, o diálogo foi produtivo e a recepção do ministro foi agradável, o que permitiu que Malta fizesse a proposta a Barroso, de visitar casas de recuperação e conferir a realidade de dependentes químicos.

“Com os 35 anos que passei, tirando drogados das ruas e também a experiência que vivi como presidente da CPI do narcotráfico, eu mostrei a ele os malefícios morais, psicológicos, físicos e sociológicos que a maconha produz. […] Ele [Barroso] foi muito educado. Eu disse a ele para visitar casas de recuperação e ele me pediu referências do entorno para poder ir e conversar com os próprios drogados. Nós temos esperança de que ele venha conosco, para não permitir que esta desgraça [legalização] aconteça no Brasil”, disse.

O STF incluiu na pauta de votação desta quarta-feira (9/9), a retomada do julgamento sobre a descriminalização do porte de drogas para uso pessoal. O caso é o segundo item da pauta, mas os ministros ainda discutem se vão dar prioridade ao debate. O julgamento foi interrompido há mais de duas semanas porque o ministro Luiz Fachin pediu vista, ou seja, mais prazo para analisar o processo, depois de o ministro Gilmar Mendes votar pela descriminalização do porte de drogas para uso pessoal. O caso em análise, que tramita desde 2011, terá efeito direto em outros 248 processos que aguardam posição do tribunal.

Clique no vídeo abaixo para conferir os depoimentos da deputada e do senador:

[b]Fonte: Guia-me, Consultor Jurídico e jornal Valor Econômico[/b]