Novo templo da Igreja Universal fica no bairro Rebouças, em Curitiba
Novo templo da Igreja Universal fica no bairro Rebouças, em Curitiba

A Igreja Universal do Reino de Deus irá inaugurar seu novo templo em Curitiba (PR), no bairro Rebouças, neste domingo, 26 de novembro e contará com a presença do líder da Igreja Universal, Edir Macedo.

O vereador Osias Moraes (PRB), ligado à Igreja Universal do Reino de Deus, subiu à tribuna da Câmara de Curitiba durante a sessão plenária desta segunda-feira (20) para convidar os outros parlamentares a participarem da inauguração.

Apesar do convite público do parlamentar, a prefeitura não concedeu alvará de funcionamento para o imóvel. De acordo com a prefeitura, o templo ainda não tem alvará porque não entregou as obras de contrapartida exigidas pelo Executivo quando foi permitida a construção prédio.

“Eles estão fazendo obras do entorno, pedidas pelo licenciamento. O alvará está condicionado à conclusão das obras”, informou a prefeitura, nesta segunda-feira (20), após o pronunciamento do vereador.

Segundo informações repassadas pela assessoria de imprensa da Igreja Universal, a instituição “firmou – e está cumprindo – um termo de compromisso com a Prefeitura de Curitiba com prazo determinado para conclusão das devidas medidas compensatórias”.

“Com referência às obras mitigadoras, a Universal está cumprindo o acordo firmado com a Prefeitura, que prevê a concessão do alvará de funcionamento ainda esta semana, antes da inauguração – enquanto as obras são executadas, com prazo preestabelecidos para conclusão”, diz a nota.

Segundo informações publicadas pela própria igreja, em outubro, o novo templo custou R$ 470 milhões e terá capacidade para receber 5,2 mil pessoas. Além disso, o prédio terá 650 vagas de estacionamento e seis estúdios de televisão e rádio. Estima-se que 140 mil pessoas passarão por mês pelo local.

Ministério Público questiona prefeitura e Universal sobre alvará

O Ministério Público do Paraná (MP-PR) pediu à prefeitura de Curitiba e à Igreja Universal do Reino de Deus cópia de todas as licenças e vistorias necessárias para o funcionamento regular do novo templo da igreja.

Como o pedido do MP tem prazo de resposta de até dez dias, o evento de abertura do Templo Maior vai acontecer antes de o órgão ter a confirmação da regularidade do imóvel.

Segundo informações repassadas pela assessoria de imprensa do Ministério Público, a obrigação de fiscalizar e exigir a documentação necessária para o funcionamento de um imóvel é do próprio município e, caso seja apurado pelo órgão que o novo templo da Universal tenha sido inaugurado sem as devidas autorizações municipais, tanto a igreja como a prefeitura podem sofrer as sanções cabíveis.

Fonte: Gazeta do Povo