Uma pesquisa divulgada nos Estados Unidos revelou que 60% da população norte-americana têm uma “ótima imagem” do papa Bento XVI. Entre a comunidade católica, o número sobe para 76%.

O levantamento foi realizado pelo Marist College Institute for Public Opinion, a pedido da organização católica italiana Cavalieri di Colombo.

Das 2.078 pessoas ouvidas, 70% disseram considerar o Pontífice “um líder mundial” e afirmaram que ele desenvolve “um ótimo trabalho em favor das relações internacionais”.

A cifra sobe para 84% quando são consideradas apenas as respostas dadas pelos católicos. Nos Estados Unidos, a maioria da população é protestante.

Em relação ao diálogo inter-religioso, 66% dos norte-americanos consideraram que o Papa é “particularmente sensível” à importância de promover boas relações entre judeus e muçulmanos.

Bento XVI empreendeu, no início do mês, uma viagem de uma semana à Terra Santa, com passagens pela Jordânia, por Israel e pelos territórios palestinos.

Outros 60% admitiram, porém, que o Papa deveria falar mais frequentemente sobre temas como as relações familiares, questões sociais, aborto e pesquisas com células-tronco.

Neste sentido, a maior parte dos entrevistados avaliou que o Papa é “muito conservador” em seus posicionamentos sobre tais assuntos.

A pesquisa analisa também as percepções sobre a Igreja Católica. Neste ponto, dois terços dos norte-americanos têm uma boa impressão sobre a entidade, e 70% reconheceram que ela deu uma “contribuição significativa” aos Estados Unidos.

Fonte: Ansa