Médicos cristãos e profissionais médicos de todo o mundo se reuniram semana passada para ouvir histórias chocantes sobre “cura espiritual” como uma resposta às doenças que assolam o mundo de hoje.

Mais médicos hoje acreditam que a medicina sozinha não consegue lidar com algumas das piores doenças da atualidade, de acordo com um comunicado divulgado pela Rede Mundial de Médicos Cristãos (World Christian Doctors Network), uma organização interdenominacional composta por profissionais médicos que acreditam na cura divina.

Dr. Sean Thomas George, um médico consultor em um hospital da Austrália Ocidental, contou sua história incrível na 8°Conferência Anual de “Espiritualidade e Medicina” sendo realizada nesta semana na convenção Brisbane and Exhibition Centre, na Austrália.

George disse à multidão sua história que começou depois de voltar de uma sessão clínica na costa sul da Austrália com seu estagiário, quando sentiu dores no peito e estava “excepcionalmente quente.”

“Decidi parar o carro e como eu saí, ainda sentindo o desconforto, liguei para minha esposa, também um médico, para deixá-la saber o que estava acontecendo. Ela sugeriu que eu me dirigisse direto para casa para Kalgoorlie.”

George disse que se sentiu “divinamente conduzido” para entrar em uma clínica em Kambalda, onde ele usou um eletrocardiograma para diagnosticar um ataque cardíaco e receber algumas drogas que eles tinham lá.

“A dor”, disse ele, “foi piorando e 11 minutos após o ECG meu coração parou de bater completamente. Não só eu tive um ataque cardíaco, mas tive uma parada cardíaca”, disse ele.

Nos próximos 60 minutos, George continuou, “uma equipe de médicos e enfermeiros fizeram ​​mais de 4.000 compressões torácicas e me deram 13 choques elétricos”.

Seu coração e os pulmões não respondiam.

Depois de uma hora e 10 minutos, George foi declarado morto. Dez minutos depois, sua esposa chegou e lhe disseram para entrar e dizer suas últimas palavras.

George disse que sua esposa sabia que a ciência médica havia provado que, se o fornecimento de sangue para o cérebro fosse cortado por mais de três minutos, o cérebro começaria a morrer, e em 20 minutos o cérebro estaria completamente morto. Mas como ela e seu marido confiavam em Jesus Cristo como Deus Todo-Poderoso e Salvador, ela decidiu humildemente pedir a Deus para intervir, de acordo com aqueles que participaram da conferência.

“Segurando minha mão, ela orou:” Senhor Jesus, ele tem apenas 39, eu apenas 38 e temos um menino de 10 anos de idade. Preciso de um milagre. ” Assim que ela disse isso, foi como se alguém tivesse soprado vida em mim novamente e meu batimento cardíaco voltou”, George disse à multidão.

“Eu vim de volta dos mortos”, disse ele aos participantes da conferência.

Quatro horas depois, George foi levado para a Royal Perth Hospital, onde os médicos realizaram um procedimento de emergência para limpar uma artéria bloqueada severamente no lado direito do coração.

“O médico pensou que eu não iria sobreviver, e mesmo se eu sobrevivesse, eu teria um cérebro completamente morto em um ventilador. Na UTI de Perth, eu tinha insuficiência renal e hepática e ainda estava em coma profundo”, disse ele.

George disse que três dias depois, no domingo, contra todas as probabilidades, “Abri os olhos.”

Então, duas semanas depois, ele recebeu alta e retornou ao trabalho de tempo integral depois de três meses de recuperação constante.

“Ele provou para mim que Jesus é realmente Deus Criador e Sustentador da vida e que Ele ouve e responde às orações de Seus servos humildes. Eu agora também entendo que a eternidade é apenas um fôlego”, disse ele.

Testemunhos de médicos cristãos, que em virtude de sua profissão são testemunhas mais credíveis aos pacientes, bem como aos seus colegas, é uma estratégia principal e motivação por trás de “cura espiritual” e a Rede de Médicos do Mundo Cristão.

Todos os anos, os médicos examinam estudos de casos reais de milagres apresentados por vários médicos respeitados, em busca de evidências de cura divina.

Médicos na conferência disseram que muitos milagres modernos na medicina não podem ser utilizados como prova científica, uma vez que não têm os meios para provar cientificamente que aconteceu.

“Podemos ser milagrosamente curados fisicamente e mentalmente e tive uma experiência maravilhosa do poder de cura de Deus, sem quaisquer alterações mensuráveis ​​ou mudanças físicas observáveis”, de acordo com o WCDN.

“Temos descoberto muitos testemunhos de como o poder de Deus curou os doentes e quando os médicos ouvem este tipo de notícias, tornam-se curiosos”, disse Dr. Joonha Hwang, um médico top Sul coreano.

“Eles querem saber se é verdade ou apenas uma história que alguém criou. é por isso que nós colocamos essas conferências de “Espiritualidade e Medicina” a cada ano e, em seguida, apresentamos os dados médicos antes e depois que o paciente recebe oração. Tanto quanto eu sei, nós da WCDN somos a única organização cristã que convida os médicos a vir e ouvir de outros médicos e depois são capazes de discutir abertamente as evidências de cura divina.”

[b]Fonte: Christian Post[/b]