O bispo da Igreja Metodista do Peru, Jorge Bravo Caballero, informou à Igreja Metodista Argentina, reunida em sua XX Assembléia até esta segunda-feira, 20, sobre os danos causados pelo terremoto em templos e casas da denominação no Distrito Costa Sul.

Na carta, Bravo informa que na Igreja Metodista de Ica, o templo sofreu rachaduras e a casa pastoral foi danificada. Também há 15 moradias de membros da comunidade destruídas.

Na localidade de Los Juárez a situação é crítica. O templo apresenta rachaduras e a casa pastoral e a moradia de uma família da congregação ficaram destruídas.

A Igreja Metodista de Guadalupe foi menos danificando, o templo foi atingido, uma pequena parte foi danificada e duas moradias destruídas.

Em Pisco, epicentro do terremoto, a situação é gravíssima, relatou o bispo. Sem entrar em detalhes, Bravo mencionou que 80% das casas e templos foram destruídas, dados que traduzem a terrível situação que afeta todos os moradores da região.

Tanto em Ica como em Chincha faltam alimentos, água, energia elétrica, medicamentos, roupa, lanternas, pilhas, cobertores e sacos de dormir.

“Em termos gerais, as moradias nesta região foram destruídas em 80% e os hospitais entraram em colapso. Os mortos, que chegam a mais de 500, e os feridos estão nas ruas porque não há capacidade para o respectivo atendimento”, enfatiza a carta.

A Igreja Evangélica Metodista Argentina decidiu, em sessão plenária, enviar as ofertas que serão recolhidas no culto de fechamento de sua Assembléia às irmãs e irmãos da Igreja Metodista do Peru.

Fonte: ALC