A noite da última sexta-feira, 13 de janeiro, ficou marcada na memória de todos que compareceram ao Clube Português para assistir a primeira apresentação de Michael W. Smith em Pernambuco.

Um público de mais de 5.000 (cinco mil) pessoas, várias delas vindas dos mais diversos lugares do Brasil, lotou o clube, e muitos dos presentes eram adultos entre 30 e 40 anos que acompanharam a carreira do cantor norte americano, desde suas adolescências, nos anos 80, quando suas músicas começaram a ser tocadas na Rádio Evangélica FM, a primeira rádio evangélica em FM no Brasil e a primeira a tocar as músicas de Michael em Pernambuco.

Muitos destes fãs, nunca imaginaram que teriam a oportunidade de assistir a um show de Michael em Recife, uma vez que grandes eventos se concentram entre Rio de Janeiro e São Paulo. “Acompanho a carreira de Michael desde 1986 e na minha mente, show dele, eu só viria em DVD. Estou muito feliz, realizei um sonho de criança”, afirmou Fernando, um dos muitos fãs do cantor que fez questão de filmar para segundo ele, mostrar para o seu filho.

Por volta das 21 horas, Michael entrou no palco cantando “Open The Eyes Of My Heart”. Duas músicas que fizeram o público mais antigo recordar foram “Secret Ambition” e “Friends”, os dois primeiros sucessos de Michael no Brasil na década de 80. Foram aproximadamente duas horas de show e ele, mesmo cansado, parecia querer mais. O público acompanhou cantando suas músicas em português, a pedido do próprio cantor.

Um dos momentos mais emocionantes foi já perto do fim do show quando o público o acompanhou cantando “Agnus Dei” em inglês. Em vários momentos do show podia-se ver mãos erguidas louvando a Deus.

Em um dos momentos em que o cantor Leonardo Gonçalves fez a tradução, Michael declarou: “Esta noite aqui eu nunca mais vou esquecer”.

Na coletiva de imprensa Michael afirmou que, possivelmente, retorne ao Brasil ainda em 2012.

[b]Organização[/b]

Diferente do que ocorreu em São Paulo, o show de Michael W. Smith em Recife foi de uma extrema organização, sem grandes atrasos, como os organizadores de eventos no Brasil estão acostumados.

A segurança, a distribuição do público entre pista, frontstage e camarote, som e iluminação, tudo estava impecável, sem imprevistos, pelo menos que fossem visíveis.

Confira abaixo fotos do evento:

[b]Fonte: FolhaGospel.com[/b]