[img align=left width=300]https://thumbor.guiame.com.br/unsafe/840×500/smart/media.guiame.com.br/archives/2016/07/10/1902357377-michel-temer-e-pastores.jpeg[/img]

Na última sexta-feira (8), 33 pastores se reuniram com o presidente em exercício, Michel Temer. Estiveram em pauta no encontro, duas questões principais: o combate à ideologia de gênero e a degesa dos Direitos da Família Tradicional.

A Confederação do Conselho de Pastores (Concepab) – liderada pelo bispo Robson Rodovalho, da Sara Nossa Terra – pediu que que o Ministério da Educação (MEC) considerasse as questões pautadas na ocasião.

Temer assegurou durante a reunião que o MEC irá considerar o combate à implantação da ideologia de gênero nas escolas.

A proposta de “debates sobre a identidade de gênero” nas escolas já levantou grandes discussões entre educadores, psicólogos e famílias. Mesmo tendo sido retirada do Plano Nacional de Educação, o projeto teve a chance de entrar nos Planos Municipais de Educação, porém foi derrubado na maioria das cidades brasileiras.

[b]Ideologia de gênero e suas consequências
[/b]
Os efeitos da ideologia de gênero já estão sendo claramente sentidos nos países europeus, onde é abertamente implantada nas escolas.

Entre abril e dezembro do ano passado, o número de crianças em tratamento, devido a distúrbios causados pela ideologia de gênero no Reino Unido teve um grande aumento.

Segundo relatos do jornal ‘Gloucester Citizen’, o número de crianças submetidas a tratamento no Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido aumentou em 1.000% nos últimos cinco anos.

[b]Fonte: Guia-me[/b]