A Igreja Mundial do Poder de Deus, do apóstolo Valdemiro Santiago (foto), provocou um congestionamento na rodovia Presidente Dutra, no dia 1º de janeiro.

O Ministério Público instaurou inquérito civil para apurar congestionamento provocado na rodovia Presidente Dutra, no dia 1º de janeiro, em consequência da inauguração da sede da Igreja Mundial do Poder de Deus, em Guarulhos, Grande São Paulo.

A instalação do templo provocou o afluxo de inúmeros fiéis transportados em centenas de ônibus que acabaram interditando a Dutra, principal rodovia que liga São Paulo ao Rio de Janeiro, com reflexos nas rodovias Hélio Schimidt e Ayrton Senna, prejudicando passageiros que se deslocavam para o aeroporto internacional de Cumbica, em São Paulo.

O inquérito civil instaurado pelo promotor de Justiça Ricardo Manuel Castro na segunda-feira (9) visa apurar se houve deficiência no processo de licenciamento do templo, por ausência ou ineficácia de análise dos necessários estudos prévios de impacto de vizinhança e de tráfego.

O promotor expediu ofício à prefeitura de Guarulhos requisitando cópia integral do processo administrativo que resultou no licenciamento da sede da Igreja Mundial do Poder de Deus em Guarulhos. Recomendou também que o município casse imediatamente eventual alvará da obra, promovendo a lacração e interdição do templo até que sejam apresentados e aprovados os estudos prévios necessários.

Também foi expedido ofício à Polícia Rodoviária Federal para que apresente relatório sobre todos os impactos causados à mobilidade nas três rodovias em razão da inauguração do templo.

O promotor ainda requisitou ao Corpo de Bombeiros a realização de vistoria nas dependências do templo para esclarecer se a igreja obteve alvará de vistoria e especificar eventuais medidas para a adequação das instalações.

[b]Guarulhos diz que fará bolsões de estacionamento para evento religioso[/b]

A Prefeitura de Guarulhos, na Grande São Paulo, anunciou no final da tarde desta quarta-feira (11) que fará três bolsões de estacionamento para ônibus durante um evento religioso que acontecerá nesta sexta-feira (13) em um templo da Igreja Mundial do Poder de Deus, que fica perto da Via Dutra. O templo foi inaugurado no dia 1º de janeiro e causou problemas na rodovia.

De acordo com o projeto, os bolsões irão abrigar os cerca de mil ônibus que deverão chegar para o evento. Outros três espaços serão destinados para os carros particulares, em um total de 3.100 vagas.

O anúncio foi feito durante uma reunião em que estiveram presentes integrantes da igreja, da Prefeitura, da concessionária Nova Dutra, da polícia, Corpo de Bombeiros e Infraero. O objetivo é que o trânsito nas ruas da cidade e nas rodovias Ayrton Senna, Hélio Smidt e Via Dutra não seja prejudicado.

No início do mês, o Ministério Público abriu um inquérito para apurar o congestionamento causado pela inauguração do templo, que isolou o aeroporto de Cumbica por cerca de seis horas. A igreja pediu desculpas pelo transtorno causado.

O evento desta sexta-feira está previsto para começar às 23h. A operação para a chegada dos ônibus fretados deverá começar a partir das 12h. Os bolsões ficarão no Posto Sakamoto, na altura do km 219 da Dutra, na Estrada Guarulhos Nazaré, entre a Base Aérea de Cumbica e a Rua Plínio Gonçalves, e na Marginal Baquirivu, entre a Alameda dos Lírios e a Rua Jamil João Zarif.

Os estacionamentos para os carros ficarão na Rua Odair Santanelli, antigo Salão do Livro, e nas ruas Geraldo Celestino e Professora Maria Del Pilar, no Parque Cecap.

Para facilitar o trânsito na região do templo, entre as 20h e a 0h, a Avenida Monteiro Lobato, no sentido bairro, terá o trânsito bloqueado entre a Ponte do Cecap e a Rua João Veloso da Silva. Só será permitido o tráfego de coletivos.

O desvio para os outros veículos será feito pela Marginal Baquirivu, Rodovia Hélio Smidt, Via Dutra, acesso ao viaduto Santos Dumont, sentido Cumbica, Rua Odair Santanelli, Alameda dos Lírios, Marginal Baquirivu e Rua Jamil João Zarif, sentido Haroldo Veloso.

[b]Fonte: R7 e G1[/b]