Há poucas centenas de metros da casa do primeiro-ministro de Rajasthan, um grupo de fanáticos atacou ontem um missionário cristão diante de sua família e de câmeras de televisão. A polícia, que chegou depois que os agressores tinham ido embora, diz que não tem suspeitos no caso.

Antes de se dirigirem à casa do missionário, os extremistas, pertencentes ao grupo fundamentalista hindu VHP, ligaram para um canal de televisão pedindo que sua ação fosse filmada. Depois que terminaram, foram embora sem ser perturbados.

Walter Massey, que dirige uma pequena congregação chamada Masihi Sanghti, está hospitalizado no Hospital da Faculdade Sawai Man Singh, em Jaipur.

De acordo com sua esposa e outras testemunhas, três jovens bateram à porta de sua casa em Nandpuri Bazar, dizendo que precisavam se encontrar com Walter. Quando ele abriu a porta, eles começaram a falar com o missionário, mas, em poucos segundos, o grupo começou a agredi-lo. Eles o golpearam violentamente com varas e saquearam a casa.

O grupo de cerca de 20 pessoas executou a ação em frente a Joyce, esposa de Walter, e de seus filhos.

Rajasthan é um dos Estados mais nacionalistas da Índia. Lá, os cristãos somam 0.11% da população; os muçulmanos são 8% e os hindus são 89%. Violentos ataques contra minorias estão se tornando cada vez mais freqüentes, e os agressores quase nunca são punidos no Estado.

Fonte: Portas Abertas