Cumprir o IDE na Coreia do Norte exige coragem e criatividade. O país governado pela dinastia de ditadores vive mergulhado no comunismo e enxerga na Bíblia uma inimiga mortal ao regime, e por isso, a distribuição de exemplares precisa acontecer de forma secreta.

Diante disso, há anos missionários sul-coreanos usam uma estratégia simples, porém criativa: soltar balões próximo à fronteira com a Coreia do Norte carregando exemplares e/ou páginas da Bíblia Sagrada.

Segundo informações do portal Christian Headlines, os balões usados na mais recente investida missionária comportam uma quantidade limitada de páginas, o equivalente ao evangelho de Marcos. No entanto, isso não impede os cristãos de tentarem compartilhar com os vizinhos a mensagem de transformação de vidas.

A operação, conhecida como “Dente de Leão”, é feita há quase três décadas, e é realizada em uma zona desmilitarizada. Os balões, com gás hélio, dependem da direção dos ventos e de um clima favorável para chegar ao território norte-coreano.

“Começamos esse projeto em 1991, e assim como um dente-de-leão precisa do vento para espalhar suas sementes, precisamos do vento para espalhar a mensagem”, explicou um dos missionários sul-coreanos, identificado como Peter. “É quase impossível obter Bíblias na Coreia do Norte, então usar balões é uma das maneiras mais eficazes de compartilhar o Evangelho”, acrescentou.

Peter explicou a motivação para continuar tentando driblar o regime ditatorial do país vizinho: “Ao enviar esses balões, deixamos nossos irmãos e irmãs norte-coreanos saberem que estamos orando por eles e as Escrituras nos balões são para encorajá-los”.

[b]Ofensiva
[/b]
A iniciativa de enviar balões com exemplares da Bíblia Sagrada à Coreia do Norte é apoiada por entidades missionárias internacionais, que usam a estratégia com frequência. Desde 2011 a International Christian Concern compartilha a mensagem do Evangelho através dessa brecha, e já chegou a enviar 11 mil exemplares de uma só vez.

Em 2013 a ofensiva missionária foi ampliada para que os cristãos norte-coreanos – que praticam sua fé em segredo sob o risco de serem mortos – tenham oportunidade de ler a Bíblia e de saber que, fora da Coreia do Norte, existem irmãos na fé preocupados com eles.

“Eu fico animado, cada vez que vejo os balões decolarem. Eles são os fiéis mais perseguidos na Terra”, disse o pastor Eric Foley à Fox News, em 2013.

[b]Fonte: Gospel +[/b]