FG News: Anglicanos brit√Ęnicos votam pela ordena√ß√£o de mulheres bispas

Postado em: 09-07-2006 A Igreja Anglicana da Inglaterra votou neste s√°bado pelo ordenamento de mulheres como bispas, um grande passo na liberaliza√ß√£o de uma religi√£o que enfrenta divis√Ķes na quest√£o do homossexualismo. No entanto, ainda pode levar anos para a primeira nomea√ß√£o de uma bispa.

A Igreja inglesa tem ordenado mulheres para conduzir a eucaristia há uma década, assim como os padres da Igreja Católica, sendo que entre cada seis pessoas ordenadas uma é do sexo feminino. No entanto, a igreja mantinha a proibição para que as mulheres ascendam ao cargo de bispa.

No seu sínodo (assembléia regular paroquial) na cidade de York, no Norte do país, três "casas" do laicato, padres e bispos votaram majoritariamente a favor de um pedido que declara a ordenação de mulheres para o bispado compatível com os ensinamentos da Igreja.

"Isso significa que é consonante com a fé", disse um porta-voz do sínodo. Entretanto, apesar de a votação resolver uma questão teológica, a Igreja deve ainda reformar as suas regras, um processo que exige dois terços da votação total e que pode levar anos.

A junta eclesiástica considerou como "teologicamente aceitável" o conceito de mulher bispo, após um debate de duas horas e meia aberto pelo arcebispo de York, John Sentamu, informaram fontes religiosas.

Um total de 288 membros do sínodo apoiou o pedido de Sentamu de acolher a proposta de aceitação das mulheres ao episcopado, por "estar de acordo com a fé da Igreja".

Entre os bispos, 31 votaram pela proposta, frente a nove que se disseram contr√°rios; entre o baixo clero, 134 apoiaram a medida, frente a 42 que a rejeitaram; entre os laicos, 123 a aceitaram, contra 68 membros que a rejeitaram.

Sentamu havia pedido ao sínodo, reunido na Universidade de York, que aceitasse as propostas, e "explorasse" a história deste assunto controverso. "Devo render tributo às mulheres anglicanas, que foram submetidas a todo tipo de prova durante quase 90 anos. Mantiveram a fé e foram leais à Igreja da Inglaterra", disse o arcebispo de York, que admitiu que a proposta não seria aceita pela Igreja Católica.

O arcebispo de Canterbury, Rowan Williams, primaz da Igreja da Inglaterra, pedirá ao sínodo que apóie a formação de um grupo que trabalhe na redação de uma proposta sobre os passos a seguir para suprimir os obstáculos à ordenação de mulheres bispos.

Segundo os analistas, o debate deste sábado pode ser o começo da aceitação de mulheres bispos, possivelmente para o ano 2012.

Anglicanos de Canad√°, Estados Unidos e Nova Zel√Ęndia j√° t√™m bispas. As igrejas anglicanas em pa√≠ses em desenvolvimento n√£o permitem que as mulheres conduzam a eucaristia.

A Igreja da Inglaterra ordenou mulheres pela primeira vez no sacerdócio em 1994.

Fonte: Reuters e Folha Online