FG News: "Inglaterra precisa de igreja mais dura", afirma ex-arcebispo britânico

Postado em: 09-02-2010 Lord Carey, que foi sucedido como Arcebispo de Canterbury por Rowan Williams, declarou que a menos que a igreja estabelecida fale alto para preservar a herança cristã do país, a futura ''harmonia social'' da Inglaterra está em risco.

Lord Carey disse: ''Penso que precisamos de uma igreja mais dura. Nós cristãos somos muitas vezes tão suaves que permitimos que outras pessoas passem por cima de nós e não somos tão duros no que queremos, em expressar nossas convicções, pois não queremos perturbar outras pessoas''.

''Precisamos falar de modo mais direto''.

Os comentários foram feitos depois de uma reunião do grupo parlamentar interpartidário sobre migração equilibrada, que pediu que o governo examinasse as políticas de imigração ora em vigor a fim de manter a população da Inglaterra abaixo dos 70 milhões.

Lord Carey disse que os imigrantes que querem ir para a Inglaterra precisam mostrar apreço pela herança cristã inglesa e avisou que o país poderá enfrentar ''problemas profundos'' se os índices de imigração continuarem a subir. Atualmente, a Inglaterra tem um índice extremamente elevado de imigração islâmica. Em setembro passado, noticiou-se que Maomé é hoje o terceiro nome mais popular na Inglaterra, e na época havia mais de dois milhões de muçulmanos vivendo no país.

Lord Carey disse: ''As estatísticas indicam que, se continuarmos no índice em que estamos, nosso país vai enfrentar profundos problemas e isso vai fomentar agitações sociais''.

''Preocupo-me com meus netos. Quero que este país continue a ser uma nação que valoriza a herança cristã, mas acima de tudo valorize os padrões democráticos e tudo pelo qual este país lutou''.

''Tem sido uma batalha - quando você pensa, somente nos últimos 100 anos que o homem ou mulher comum recebeu o voto, de modo que tem sido uma batalha dura. Portanto, nossos valores são muito importantes para nós. Queremos que as pessoas reconheçam isso e tenham compromisso com isso também''.

Alguns comentaristas viram as declarações de Lord Carey como crítica ao atual líder da Igreja Anglicana, Rowan Williams, que em 2008 fez um anúncio polêmico de que ele cria que era ''inevitável'' que algumas partes da xaria (lei islâmica) fossem incorporadas na lei britânica.

Fonte: Portal Guia-me