FG News: Papa condena aborto e n√£o menciona esc√Ęndalos de pedofilia

Postado em: 01-04-2010 O Papa Bento XVI deu in√≠cio nesta quinta-feira √†s celebra√ß√Ķes da P√°scoa com uma condena√ß√£o do aborto, mas sem abordar os esc√Ęndalos de pedofilia na Igreja Cat√≥lica que abalam v√°rios pa√≠ses europeus, sobretudo a Alemanha, pa√≠s natal do pont√≠fice, assim como os Estados Unidos.

Durante uma misa na qual foram abençoados os óleos sagrados utilizados durante todo o ano, dedicada em particular à missão dos padres, o Papa voltou a condenar o aborto.

"√Č importante para os crist√£os n√£o aceitar uma injusti√ßa elevada ao grau de direito, por exemplo quando se trata do assassinato de crian√ßas inocentes que ainda n√£o nasceram", declarou na homilia.

"Os crist√£os, como bons cidad√£os, respeitam o direito e fazem o que √© justo e bom, mas se negam a fazer o que, nas disposi√ß√Ķes jur√≠dicas em vigor, n√£o √© um direito, e sim uma injusti√ßa", destacou Bento XVI.

A nova condenação do Papa ao aborto coincide na Itália com a chegada aos hospitais do país dos primeiros lotes da pílula abortiva RU486, que teve a comercialização autorizada em dezembro após um longo debate no Parlamento.

O novo presidente da região de Piamonte, Roberto Cota, um político de direita eleito na segunda-feira, aumentou a polêmica ao afirmar que é a favor da defesa da vida e que a pílula deve ficar nos estoques, sem distribuição em sua região.

Bento XVI pediu ainda aos crist√£os que sejam pessoas de paz.

"Como sacerdotes, devemos ser homens de paz, devemos nos opor à violência e ter confiança no poder maior do amor", afirmou.

Fonte: AFP