Miss√Ķes: Grande parte dos crist√£os mant√©m sua f√© em sigilo

Postado em: 17-05-2010 As primeiras convers√Ķes de turcomanos aconteceram na d√©cada de 1990, pelo testemunho da Igreja protestante russa e pelo trabalho mission√°rio. No in√≠cio, os pequenos grupos de crentes foram formados como uma extens√£o da Igreja russa, mas logo estabeleceram sua pr√≥pria identidade cultural.

O grau inicial de liberdade no Turcomenistão logo foi reduzido, e o governo começou a pressionar os cristãos. Muitos cristãos russos deixaram o país por causa do agravamento da situação e, assim, a Igreja ortodoxa sofreu perdas significativas.

Grande parte dos cristãos turcomanos mantém sua identidade religiosa em sigilo.

Como a popula√ß√£o √© monitorada pelo governo, diferentes grupos de crist√£os t√™m dificuldade em interagir. Isolados e sem materiais e ensinamento, surgem interpreta√ß√Ķes erradas da B√≠blia, heresias e falta de confian√ßa m√ļtua.

A hist√≥ria da Igreja no Turcomenist√£o foi marcada por m√°rtires no passado, mas atualmente h√° certa liberdade para a evangeliza√ß√£o. Ainda assim, √© comum que os crist√£os sejam hostilizados pelos mu√ßulmanos e enfrentem muitas restri√ß√Ķes por parte do governo.

A maior parte dos templos das igrejas protestantes foi demolida na década de 1990.

Os grupos não registrados são banidos. Da mesma forma, é proibido publicar e distribuir livros cristãos. A importação desse material é censurada, e é necessário ter uma aprovação do Comitê de Assuntos Religiosos para cada item.

Não pode haver Sociedade Bíblica no país e nem livrarias cristãs.

Autoridades, clérigos e a sociedade pressionam os convertidos a voltarem ao islamismo. Isso ocorre de forma mais intensa na zona rural. Abandonar o islamismo significa negar a identidade turcomana. Assim, aqueles que trocam o islamismo pelo cristianismo são acusados de trair a "fé de seus antepassados".

Um crist√£o comentou com a ag√™ncia de not√≠cias Forum 18: "Muitas atividades nossas foram proibidas. N√£o podemos compartilhar nossa f√©, nos reunir em pr√©dios p√ļblicos, mostrar filmes, trabalhar em hospital ou orfanatos, fazer a√ß√£o social ou convidar crist√£os que moram no exterior para nos visitar.

"Conhe√ßo crist√£os de outros pa√≠ses que querem nos visitar, mas por cinco vezes lhes recusaram o visto. Sofremos com isso: acabamos sem ensinamento, comunh√£o e troca de informa√ß√Ķes".

Pedidos de oração

1. A Igreja turcomana precisa de bases mais s√≥lidas. Ore pelo firme estabelecimento da Igreja no pa√≠s e para que ela seja capaz de divulgar o evangelho por todo o Turcomenist√£o, atraindo um grande n√ļmero de convertidos.

2. A Igreja turcomana precisa trabalhar continuamente para melhorar a sua imagem e conquistar o respeito do povo. Ore e pe√ßa novas oportunidades para que os crist√£os turcomanos possam criar boas rela√ß√Ķes entre a Igreja e o governo, talvez por meio de programas de desenvolvimento e de ajuda humanit√°ria.

3. O acesso às Escrituras é restrito. Peça a Deus para que o atual presidente abrande as leis que regem a publicação e importação de livros, a fim de que a Bíblia esteja ao alcance dos cristãos e seus compatriotas.

Fonte: Miss√£o Portas Abertas