Tecnologia: Após protestos, Facebook volta atrás e nega acesso de apps a dados pessoais

Postado em: 19-01-2011 A intenção da rede social era permitir que desenvolvedores pudessem visualizar o endereço residencial e o telefone dos usuários.

O Facebook voltou atrás e decidiu desabilitar o recurso que permitiria a desenvolvedores de aplicativos e sites parceiros acessarem dados privativos como telefone e endereço residencial dos usuários.

"No último final de semana, recebemos comentários pertinentes dizendo que nós poderíamos esclarecer melhor os usuários sobre este novo recurso", diz um post no blog de desenvolvedores da rede social.

"Diante disso, nós concordamos e estamos fazendo mudanças para assegurar aos usuários que eles compartilharão as informações apenas quando eles realmente quiserem. Estamos ansiosos para voltar a ativar esta funcionalidade nas próximas semanas, assim que ela for aprimorada”, completou.

O plano original

Inicialmente, a intenção do Facebook era que os usuários que tivessem o número de telefone e endereço residencial cadastrados pudessem autorizar ou não o compartilhamento destas informações com os desenvolvedores de apps. Essa opção seria feita em uma janela pop-up que incluiria duas possibilidades:: "Allow" (Permitir), no qual o usuário aceitaria o compartilhamento, e "Don't Allow", (Não Permitir). De fato, a escolha seria utilizar ou não um determinado app, porque para usá-lo seria obrigatório aceitar o compartilhamento.

Além disso, também existem questões de segurança, como destacou a empresa Sophos, no último sábado:

"A nova política do Facebook pode incentivar aplicações maliciosas a coletar os números de telefone para enviar spams via SMS ou vender dados a empresas de marketing. Também pode abrir mais oportunidades para roubos de identidade", comentou a companhia.

Considerando todas estas implicações, o Facebook preferiu interromper temporariamente o novo recurso até que a equipe do site possa descobrir uma nova maneira de notificar os participantes.

Lembrando que a rede social só terá acesso ao seu endereço residencial e número de telefone se você cadastrou estes dados. Então, se você está preocupado, a primeira coisa a fazer é verificar se fez isso. Depois de fazer login, clique em "Perfil" no lado superior direito do seu feed de notícias. Em seguida, clique em "Editar perfil" - botão localizado no canto superior direito da página. Em seguida, clique em "Informações de Contato" na coluna da esquerda, e verifique se você incluiu o endereço residencial e número de telefone. Assim, você pode então editar o seu perfil.

O que o Facebook deve fazer?

O Facebook alega que só compartilhará as informações com terceiros quando o usuários permitirem. Mas a preocupação com a rede social levou quatro senadores americanos a pediram a empresa para fazer um trabalho melhor de proteção de privacidade, um dia depois que o senador Charles Schumer pediu a Federal Trade Commission para vigiar as práticas das companhias de redes sociais.

Então, no início de maio, o Electronic Privacy Information Center e 14 grupos de interesse dos consumidores apresentaram uma queixa formal contra o Facebook para a Federal Trade Commission (FTC), acusando a rede social de práticas comerciais enganosas.

Fonte: IDG Now