Ci√™ncia & Sa√ļde: Brasil bate recorde em doa√ß√£o de √≥rg√£os, segundo Minist√©rio da Sa√ļde

Postado em: 17-03-2011 Dados do Minist√©rio da Sa√ļde apontam para novo recorde de doa√ß√Ķes de √≥rg√£os no Brasil: o crescimento foi de 14% em rela√ß√£o a 2009, totalizando 1.896 doadores. Com esse desempenho, o Brasil atingiu a marca de 9,9 doadores Por Milh√£o de Pessoas (pmp).

Segundo a pasta, o aumento é consequência de um melhor Sistema Nacional de Transplantes (SNT), além do maior repasse de recursos para o setor.

A m√©dia nacional de doa√ß√Ķes (9,9 pmp) tamb√©m apresentou aumento de 13,8% em rela√ß√£o a 2009, quando o √≠ndice era de 8,7 pmp. Nos √ļltimos sete anos, a m√©dia de crescimento anual tem sido de 7%.

Alguns Estados, como Santa Catariana e S√£o Paulo, mant√™m √≠ndices de doa√ß√Ķes pr√≥ximos aos de pa√≠ses altamente desenvolvidos, como Espanha e Canad√°, que mant√™m m√©dias acima de 20 doadores pmp. Os √≠ndices de doa√ß√Ķes de Santa Catarina e S√£o Paulo s√£o, respectivamente, de 17 pmp e 21 pmp.

O n√ļmero de transplantes de √≥rg√£os s√≥lidos (cora√ß√£o, f√≠gado, pulm√£o, rim, p√Ęncreas) cresceu 7% em apenas um ano. No √ļltimo ano, foram realizados no Brasil 6.422 transplantes do tipo, enquanto que em 2009 foram 5.999. Comparadas as quantidades de transplantes de √≥rg√£os s√≥lidos realizadas em 2003 e 2010, o crescimento foi de 53,12%. Em 2003, foram realizados 4.194 procedimentos deste tipo.

J√° a totalidade de transplantes ‚Äď considerando √≥rg√£os s√≥lidos, tecidos (c√≥rneas) e c√©lulas (medula) ‚Äď saiu dos 20.253 em 2009 para 21.040 no ano passado.

O Minist√©rio da Sa√ļde informa que seus investimentos no setor mais do que triplicaram nos √ļltimos oito anos. Em 2010, o valor chegou a R$ 1,198 bilh√£o. J√°, em 2003 o investimento foi de R$ 327,85 milh√Ķes. O Sistema √önico de Sa√ļde (SUS) responde por 95% dos transplantes de √≥rg√£os s√≥lidos.

Medula

O n√ļmero de transplantes de medula √≥ssea apresentou um expressivo aumento, saindo de 1.531 cirurgias em 2009 para 1.695 em 2010, um crescimento de 10,7% em um ano e de 74,38% desde 2003, quando foram registrados 972 transplantes. A grande expans√£o do Registro Brasileiro de Doadores Volunt√°rios de Medula √ďssea (Redome) √© o principal motivo desse aumento no n√ļmero de cirurgias do tipo.

Atualmente, o Brasil possui dois milh√Ķes de doadores cadastrados, sendo o terceiro maior banco de dados do g√™nero no mundo, ficando atr√°s apenas dos Estados Unidos (5 milh√Ķes de doadores) e da Alemanha (3 milh√Ķes de doadores). Em 2003, o cadastro brasileiro contava com apenas 49,5 mil volunt√°rios.

Fonte: UOL