Miss√Ķes: Ingleses rejeitam a ideia da implementa√ß√£o da sharia no pa√≠s

Postado em: 02-08-2011 Os moradores locais est√£o rejeitando as tentativas feitas por fundamentalistas isl√Ęmicos para aplicar a lei da Sharia no leste de Londres. Cartazes colocados em alguns bairros londrinos diziam que ‚Äėali era aplicada a lei da Sharia‚Äô.

A campanha está sendo orquestrada por um grupo fundamentalista de muçulmanos, que querem, a todo custo, estabelecer estados independentes muçulmanos no Reino Unido. No entanto, residentes locais não compactuam com tal ideia.

Abdul Rehman, um mu√ßulmano de 56 anos de idade e de origem paquistanesa, disse: ‚ÄúEles deveriam ir para um pa√≠s mu√ßulmano, se querem viver sob essas leis. Esta atitude n√£o tem lugar dentro do Reino Unido.‚ÄĚ

Redzz, um m√ļsico de 24 anos de idade, disse tamb√©m: ‚Äú√Č uma pequena minoria de mu√ßulmanos que querem leis como essa. As pessoas t√™m direito de expressar suas opini√Ķes, mas n√£o devem tentar dizer √†s outras como devem viver.‚ÄĚ

Os ingleses dizem que, para se viver no Reino Unido, deve-se obedecer às leis do Reino Unido, e não criar novas leis.

Abu Izzadeen, um dos apoiadores do estabelecimento da Sharia, insistiu que ela √© necess√°ria. ‚ÄúSeria alterado somente para os moradores isl√Ęmicos que vivem em Waltham Forest. Por que n√£o? N√≥s precisamos da Sharia.‚ÄĚ

O conselho de Waltham Forest ordenou que fossem retirados os cartazes e est√° tentando ver, pelas imagens de circuitos internos, quem s√£o os respons√°veis por pendurar os cartazes em quest√£o.

Fonte: Miss√£o Portas Abertas