Música: Trofeu Promessas fará homenagem ao cantor Asaph Borba

Postado em: 22-08-2011 Considerado "o pai do canto congregacional" no Brasil, Asaph Borba, aos 35 anos de ministério, será o homenageado da primeira edição do Troféu Promessas.

Simplicidade, humildade e fidelidade bem que poderiam definir Asaph Borba. Mas, como toda definição limita em sua totalidade a que ou a quem se refere, definir o compositor, arranjador, produtor, maestro, músico, pai, esposo, quase jornalista formado e um dos grandes ministros de louvor da história do país, seria insuficiente. Em síntese, só podemos dizer que ele é um exímio discípulo de Jesus e que todos os outros demais rótulos são apenas uma extensão ou expressão desse discípulo.

Imagem redimensionadaComo não adere aos títulos e é especialista em quebrar paradigmas, com seus 35 anos de ministério, Asaph encontra na simplicidade inspiração para seguir adiante. Essas quase quatro décadas de caminhada cristã e serviço a Deus foram comemoradas no último mês, com direito à gravação de um CD/DVD especial que reuniu participações de ministros/amigos que fazem parte da sua jornada ministerial.

Atualmente, tem 70 discos gravados e mais de 2 milhões de cópias vendidas e é conhecido como "o pai do canto congregacional brasileiro". A esse respeito ele afirma: "Ser chamado de ‘pai’ não me inspira tanto quanto ter a oportunidade de servir à minha geração. O mais importante é poder ser um exemplo e uma ajuda para os meus irmãos, como tenho sido no decorrer desses anos."

Convertido em agosto de 1974, ele já revolucionava a música cristã no início da década de 80. Quando na época era comum ver a igrejas cristãs entoando hinos da Harpa ou do Cantor Cristão, Asaph, em singelas canções, verdadeiras composições musicais intensamente marcadas pela Palavra de Deus, apresentou uma nova maneira de adorar ao Senhor nas igrejas. Ele é autor da maioria dos corinhos das igrejas evangélicas do país, e o seu pioneirismo expandiu não só para as igrejas brasileiras, mas também para outras nações. Ele sempre esteve à frente do seu tempo; seus sonhos, além da sua realidade, e sua música extrapolaram os limites das quatro paredes de um templo, para encontrar lugar ao sol nos quatro cantos do mundo. Seu desejo de compartilhar o que tem recebido pela graça de Deus, fez de Asaph Borba um dos ministros de louvor mais conhecidos do país. Inclusive, no Oriente Médio, onde desde 1997 desenvolve um projeto chamado "Bridges of Love" (Pontes de Amor), que já passou por nações de praticamente todos os continentes.

Com a Life Produções, gravadora própria, já produziu 70 discos em 9 idiomas, entre eles, árabe, hebraico, inglês, alemão, assírio e tantos outros. Seu primeiro lançamento, em 1978, foi "Celebraremos com Júbilo", com o grande amigo e companheiro de ministério, Donald Stoll. Recentemente, além da gravação comemorativa por mais de três décadas de ministério, Asaph também gravou "Rastros de Amor", ambos produzidos pela Som Livre. Algo inédito em seu ministério: a produção de dois CDs que não fossem pela própria gravadora.

Aos 53 anos, Asaph Borba é casado com Lígia Rosana, é pai de Aurora e André, e está cheio de expectativas para os próximos 35 anos. Com menos de seis meses para a formatura na graduação em Comunicação Social, habilitação em Jornalismo, ele está mais inteirado das mídias sociais e mais a vontade com as tecnologias digitais: "Formar em Jornalismo e ter equipamentos digitais de última geração que agora sei lidar com eles, é absolutamente inédito."

Um dos segredos de Asaph é valorizar as pessoas. E encontrou na diversidade do ser humano e no respeito a ele (seja quem for), a chave não apenas de seu sucesso, mas do cumprimento do Evangelho. É por essas e outras razões que Asaph Borba é o homenageado do ano do Troféu Promessas. E nesse mesmo tom, que o homenageado da primeira edição do Troféu Promessas, agradece: "Quero agradecer a Deus por todas as coisas. Quero expressar minha gratidão a Ele que é digno de toda adoração e louvor. Agradeço também a todos que de forma direta ou indireta abençoam minha vida, minha família e o ministério que o Senhor me concedeu. Estou emocionado. Essa homenagem é para proclamar o nome poderoso do Senhor", finaliza Asaph

Fonte: Assessoria Trofeu Promessas e Guia-me