Tecnologia: Android domina lista dos smartphones mais inseguros do mercado

Postado em: 22-11-2011 Aparelhos famosos como Samsung Galaxy S, HTC Desire e LG Optimus One marcam presença em polêmica seleção; sistema da Apple tem vantagens, apontam experts.

Uma lista dos 12 smartphones que apresentam os maiores riscos de segurança e privacidade aos consumidores foi lançada hoje, 21/11, pela fabricante de software Bit9, sediada em Waltham, Massachusetts, nos EUA.

A lista dos “12 condenados” (referência ao clássico filme) é composta apenas por aparelhos que usam o sistema Android, da Google:

Samsung Galaxy Mini
HTC Desire
Sony Ericsson Xperia X10
HTC Wildfire
Samsung Epic 4G
LG Optimus S
Samsung Galaxy S
Motorola Droid X
LG Optimus One
Motorola Droid 2
HTC Evo 4G
Ao criar a lista, os pesquisadores da Bit9 levaram três coisas em consideração: a participação do smartphone o mercado, quais softwares inseguros e obsoletos rodavam no aparelho e quanto tempo levava para o produto receber atualizações.

Ao reunir informações para o estudo, os pesquisadores ficaram com o estado do ecossistema Android. “O que nos surpreendeu foi realmente a extensão do caos e da fragmentação que existem no próprio ecossistema do Android, e a maneira como os smartphones Android são distribuídos e, mais importante, o modo como as atualizações são feitas”, afirmou o CTO da Bit9, Harry Sverdlove.

Os pesquisadores descobriram que 56% dos Android no mercado atual estão rodando versões inseguras e obsoletas do sistema operacional. Com um novo telefone também não parece resolver o problema. Em alguns casos, os pesquisadores descobriram aparelhos com menos de um ano de lançamento com versões antigas do sistema.

“Se existem vulnerabilidades e você está sentado em um telefone que não é atualizado há seis meses, isso é uma eternidade para um hacker”, afirma Sverdlove. “Durante esse tempo, você está correndo muito risco de ser infectado, de ter suas informações pessoais roubadas, de tornar-se uma vítima de algum tipo de atividade maliciosa.”

As vulnerabilidades não são o que tornam os “Doze Condenados” tão condenados, afirma Sverdlove. “Existem vulnerabilidades em todos os softwares. A Apple e seu iOS possuem tantas vulnerabilidades reportadas quanto o Android.”

“O desafio não é tanto criar o software perfeito, mas conhecer as vulnerabilidade e, mais importante, conseguir atualizar o software, poder responder a elas rapidamente”, completa.

Uma vantagem que a Apple tem sobre o Android é que ela pode enviar updates de software para todos os seus smartphones ao mesmo tempo. Com o Android, por outro lado, as fabricantes e operadoras são responsáveis por fazer isso.

“Há muitos cozinheiros na cozinha”, diz. “É como comprar um PC da Dell e esperar que a Dell e a operadora de banda larga sejam responsáveis por suas atualizações do Windows.”

Sverdlove ainda disse que todos os envolvidos no universo Android precisam começar a pensar nos smartphones como computadores e não aparelhos portáteis. “Precisam ser feitas algumas mudanças no próprio ecossistema”, completa. “As fabricantes e operadoras precisam começar a ceder o controle do sistema operacional para as fabricantes de software.”

Fonte: IDG Now