FG News: Polícia romana reprime indignados que queriam ocupar o Vaticano

Postado em: 18-01-2012 Uma manifestação que visava ocupar a Praça São Pedro, centro do Vaticano, foi removida à força por um esquadrão de policiais bem armados.

O objetivo dos manifestantes era o de se instalar nos moldes dos protestos realizados ao redor do mundo, como em Wall Street, em Nova York (EUA) e na Praça St. Paul, centro financeiro de Londres. O grupo, de cerca de 50 pessoas, adentraram o local com cartazes nos quais pediam que a Igreja Católica passasse a pagar mais impostos, em uma clara referência ao tratamento de isenção obtido junto ao governo italiano.

Um dos grupos que integravam o ato p√ļblico de maioria francesa e espanhola, gritava que o movimento era o dos ‚ÄúCora√ß√Ķes Indignados‚ÄĚ, em uma refer√™ncia aos indignados espanh√≥is. A pol√≠cia interveio quando os ativistas chegaram a um ponto central da Pra√ßa, onde come√ßou a repress√£o cujo saldo foram v√°rios feridos entre os manifestantes e um policial levemente arranhado. Mais de 20 pessoas foram detidas e levadas para identifica√ß√£o na chefatura de pol√≠cia de Roma.

‚Äď N√≥s tivemos f√© no Vaticano, mas ningu√©m nos ajudou. Nos hav√≠amos apenas nos sentado na pra√ßa quando os policiais vieram e baixaram o cacetete ‚Äď disse Julian Garcia, um dos integrantes do grupo, ao di√°rio romano Corriere della Sera.

O porta-voz do Vaticano, padre Federico Lombardi, foi taxativo em demonstrar o apoio da Igreja aos policiais, que reprimiram a presença do grupo que visava ocupar o Vaticano.

‚Äď Considerando os atos e a linguagem utilizada, estes indignados evidentemente queriam usar a pra√ßa para um prop√≥sito impr√≥prio, distante do esp√≠rito da pra√ßa e foi considerado justo e oportuno que eles fossem removidos dali pela pol√≠cia ‚Äď concluiu.

Fonte: Correio do Brasil