FG News: Bispos são aconselhados a ouvir vítimas de pedofilia

Postado em: 08-02-2012 V√≠timas h√° muito afirmam que, quando tomaram coragem para denunciar abusos, tiveram suas acusa√ß√Ķes ignoradas por bispos, que aceitaram a palavra dos padres.

Membros do clero que assediaram ou abusaram sexualmente de menores de idade mentem quando são acusados, mas as vítimas costumam dizer a verdade, afirmaram psicólogos a bispos e padres de cerca de cem países reunidos em Roma para um simpósio organizado pelo Vaticano para discutir o problema.

V√≠timas h√° muito afirmam que, quando tomaram coragem para denunciar abusos, tiveram suas acusa√ß√Ķes ignoradas por bispos, que aceitaram a palavra dos padres. Esse padr√£o teria permitido que ped√≥filos permanecessem na Igreja por d√©cadas, para que a reputa√ß√£o da institui√ß√£o fosse protegida acima de tudo.

"Ser desacreditada ou, pior, ser culpada pelo abuso aumenta muito o sofrimento emocional e mental causado pelo abuso sexual", afirmou a psiquiatra Sheila Hollins, que participou de uma investiga√ß√£o iniciada pelo Vaticano na Irlanda, pa√≠s que registrou milhares de casos de abuso nas √ļltimas d√©cadas.

Uma dessas v√≠timas, Marie Collins, que tinha 13 anos quando foi violentada por um capel√£o em 1960, disse aos bispos que foi hospitalizada m√ļltiplas vezes, al√©m de sofrer de ansiedade e depress√£o. Ela tamb√©m afirmou que a recusa, por representantes da Igreja, a acreditar nela aumentou o trauma. "Fui tratada como algu√©m que tinha um plano contra a Igreja, e a investiga√ß√£o policial foi obstru√≠da", refor√ßou.

À noite, o cardeal Marc Ouellet presidiu uma vigília em penitência, na qual ele e vários bispos pediram perdão pelo que chamou de "mal" dentro da Igreja.

Fonte: Estad√£o