Tecnologia: Google anuncia Earth em 3D e acesso offline ao Maps

Postado em: 06-06-2012 Novidades chegam após empresa prometer "avanços revolucionários" para serviços. Acesso sem internet ao Maps exige download de 50MB e será separado por cidades.

Como prometido, a Google revelou nesta quarta-feira, 6/6, em seu blog oficial diversas novidades para os seus serviços de mapas, incluindo uma versão completa em 3D do Earth e a possibilidade de acessar o Maps de modo offline (sem acesso a Internet) em aparelhos Android.

“Nós estamos tentando criar a mágica aqui”, afirmou o gerente de produto do Google Earth, Peter Birch, sobre a novidade do serviço, que permitirá aos usuários “andarem” e interagirem com imagens tridimensionais de cidades.

Segundo a gigante de buscas, o recurso deve começar a funcionar com algumas cidades grandes nas próximas semanas nos sistemas móveis iOS (iPhone e iPad) e Android. Até o final do ano, a expectativa é que o serviço cubra a localização de cerca de 300 milhões pessoas.

Para possibilitar esse avanço e criar as imagens, a Google está usando uma tecnologia avançada de renderização em 3D, informa a CNET e o Guardian. Além disso, a companhia utiliza aviões para tirar fotos das cidades, que depois são transformadas em imagens 3D a partir de tecnologia automatizada.

Birch ainda afirmou que a empresa está trabalhando no recurso há anos, mas que só agora a qualidade das imagens do Earth é alta o bastante para o lançamento.

Mapas offline
Outra novidade anunciada pela Google é a possibilidade de o usuário acessar o serviço Maps (Mapas) sem precisar ter acesso a Internet em aparelhos móveis com sistema Android. Para isso, será necessário fazer o download do mapa de uma cidade ou área específica antes de viajar para lá, por exemplo.

A novidade tem a intenção de permitir que a pessoa economize custos de uso de dados no local, além de facilitar a utilização e visualização do local, uma vez que não há a dependência de uma conexão com a Internet.

Vale notar que esse era um dos recursos mais pedidos pelos usuários do Google Maps, de acordo com o vice-presidente de engenharia do serviço, Brian McClendon. Segundo ele, a empresa está limitando os tamanhos dos arquivos do mapas a até 50MB. “Você consegue ter quase toda a Bay Area de San Francisco...Os detalhes que você recebe compreendem todas as ruas, todos os letreiros e pontos de interesse (POIs).”

E o iOS?
“O aplicativo de mapas do iOS sempre foi desenvolvido pela Apple, que faz uso dos nossos ‘tijolos’ de mapeamento no background”, afirmou o técnico em mapas da Google, Ed Parsons, quando questionado sobre se a novidade de acesso offline chegará ao iPhone e iPad.

Na sua vez de falar sobre o assunto, McClendon também ficou “em cima do muro”, sem confirmar nada. “É uma excelente plataforma (iOS) e nós a vemos como um dos muitos aparelhos em que gostaríamos de ter o Google Maps.”

A declaração mais, digamos, diplomática, acontece em meio aos rumores de que a Apple pode abandonar o Maps em troca de seu próprio serviço de mapas no iOS 6 – o novo sistema do iPhone deve ser anunciado nesta segunda, 11/6, durante a WWDC 2012.

Brasil
De acordo com a assessoria da Google Brasil, ainda não há previsão sobre quando cidades brasileiras serão incluídas no Earth 3D e no Maps offline.

Street View em todo lugar
A outra novidade do dia é que o Street View agora também terá imagens feitas por pessoas a pé com o uso de apenas um mochila. Após o início em carros e a posterior migração para triciclos, eis que agora o serviço de mapeamento poderá chegar a lugares (ainda) mais remotos, como o Grand Canyon, locais em meio a neve, entre outros.

“Nós podemos levar as pessoas para lugares que elas não visitariam. Também é uma oportunidade fantástica para viagens de campo remotas”, afirmou Parsons.

Fonte: IDG Now