Ci√™ncia & Sa√ļde: Ministro da Sa√ļde nega falta de medicamentos por causa da greve na Anvisa

Postado em: 24-08-2012 O ministro da Sa√ļde, Alexandre Padilha, negou hoje (23) que faltem medicamentos ou insumos m√©dicos por causa da greve dos funcion√°rios da Ag√™ncia Nacional de Vigil√Ęncia Sanit√°ria (Anvisa).

Ele atribuiu eventuais atrasos na entrega dos produtos a outros problemas na rela√ß√£o entre fornecedores, ind√ļstria e unidades de sa√ļde.

Dos casos apresentados de ontem para hoje [de falta de medicamentos ou insumos], nenhum tem qualquer tipo de rela√ß√£o com reten√ß√£o de cargas pela Anvisa. A ag√™ncia vai continuar a fazer um monitoramento di√°rio com o setor privado e quando este informar qualquer situa√ß√£o [de problema] que possa existir, a Anvisa estabeleceu um fluxo priorit√°rio, com remanejamento de servidores e envio do procedimento para Bras√≠lia, se necess√°rio, para que n√£o exista interrup√ß√£o no abastecimento de medicamentos e insumos essenciais na √°rea da sa√ļde p√ļblica‚ÄĚ, disse o ministro, durante coletiva no pr√©dio do Hospital Nacional de Traumatologia e Ortopedia, no Rio de Janeiro.

Padilha citou casos noticiados nos √ļltimos dias e destacou que nenhum deles tem rela√ß√£o com problemas de libera√ß√£o pela Anvisa. Segundo o ministro, a falta do medicamento oncol√≥gico Xeloda, no Hospital A. C. Camargo, em S√£o Paulo, est√° relacionada com a diminui√ß√£o dos estoques mundiais do produto por conta da redu√ß√£o da oferta de um de seus componentes.

A falta de kit de diagn√≥stico para o banco de sangue do munic√≠pio de Jata√≠ (GO), segundo Padilha, foi devido ao processo licitat√≥rio da Secretaria de Sa√ļde de Goi√°s. A aus√™ncia do medicamento Azukon 30 mg, no munic√≠pio de Limeira (SP), ocorreu por falha do fornecedor contratado e pelo atraso no pedido de licen√ßa de importa√ß√£o.

No caso do Hospital Federal do Andara√≠, no Rio de Janeiro, o ministro disse que a falta de dois medicamentos ‚Äď Poliximina B e Docetaxel ‚Äď tamb√©m deveu-se a problemas burocr√°ticos e de mudan√ßa no procedimento de compra, o que gerou atraso na entrega.

Padilha fez um apelo aos organismos do setor de sa√ļde para que informem imediatamente √† Anvisa sobre problemas no fornecimento de rem√©dios e insumos, para que se esclare√ßam as situa√ß√Ķes e sejam tomadas provid√™ncias.

‚ÄúQualquer caso concreto que possa estar sendo utilizado como pretexto de que haja reten√ß√£o de cargas pela Anvisa, √© muito importante que seja informado √† ag√™ncia, para que ela esclare√ßa a situa√ß√£o e determine a resolu√ß√£o do problema.‚ÄĚ O n√ļmero da Anvisa para informa√ß√Ķes e reclama√ß√Ķes √© 0800 642 9782.

Fonte: UOL