FG News: Filha de Marcos Pereira atribui prisão do pastor à intolerância religiosa orquestrada pela Globo

Postado em: 17-05-2013 Desde a prisão de Marcos Pereira sob acusação de estupro, no dia 07 de maio, a Assembleia de Deus dos Últimos Dias vem sendo dirigida pela cantora e pastora Nívea Silva, filha do pastor.

Nas redes sociais, Nívea tem manifestado sua indignação com a prisão de seu pai, e rebatido as acusações feitas contra ele pedindo orações para que o caso seja solucionado.

De acordo com publicações de Nívea em seu perfil no Instagram, a prisão do pastor Marcos Pereira se deve à intolerância religiosa das Organizações Globo, que teriam orquestrado o caso atual.

Imagem redimensionada“Pelo fim da intolerância religiosa patrocinada pelo Sistema Globo Estamos diante de um linchamento. O que acontece com o pastor Marcos Pereira pode acontecer – e tem acontecido – com qualquer cidadão, com qualquer parlamentar. Com qualquer um. Precisamos nos posicionar em relação a esse linchamento. Quem defende os direitos humanos, quem defende o estado democrático de direito não pode silenciar, especialmente quem tem representação popular. Pelo menos, que procure conhecer, porque é um caso grave pela repercussão”, escreveu Nívea Silva, reproduzindo o discurso do deputado estadual Paulo Ramos (PDT), na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, no último dia 09 de maio.

Segundo Nívea Silva, Marcos Pereira estaria sendo vítima de perseguição de forma semelhante à que outros líderes evangélicos teriam sofrido anteriormente: “Perseguição para é acabar com o povo de Deus. 1º) Jimmy Swaggat; 2º) Edir Macedo; 3º) Igreja Renascer; 4º) Valdomiro Santiago; 5º) Silas Malafaia; 6º) Marcos Feliciano e agora; 7º) Marcos Pereira (2º round) 8º) … (espaço para o próximo). Orem pelo pastor Marcos Pereira que foi preso na ontem a noite. Lembrem-se o que disse Jesus: ‘Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem e, mentindo, disserem todo o mal contra vós por minha causa’ (Mateus 5:11)”.

Sobre José Júnior, desafeto do pastor Marcos Pereira, Nívea Silva estranhou que as denúncias feitas por ele levassem as autoridades a prosseguirem com uma investigação sem provas, a seu entender: “Engraçado! Um cidadão ‘qualquer’ (documentos de cidadão comum, porém age como dono do mundo), José Junior, fundador da ONG Afro Reggae, há um ano e dois meses atrás, em tela da maior TV brasileira declara: ‘O meu sonho ainda há de ser realizado; o Pr. Marcos Pereira preso, vestido com a camisa verde da SEAP e de cabeça raspada’; Incrível se com meras denúncias forjadas, montadas e induzidas consegue manipular o poder publico?”, questiona a pastora.

Nívea Silva ainda completa dizendo que as consequências da postura de José Júnior serão cobradas: “Querido se você esta feliz, tenha convicção que é por tempo curto, porque você não mexeu com um cidadão qualquer, você mexeu com um profeta”, escreveu.

Fonte: Gospel +