FG News: Cardeal escocês acusado de abusos sexuais renuncia

Postado em: 21-03-2015 Keith O'Brien perdeu o direito de participar em assembleias e conclaves e de assessorar o pont√≠fice em suas decis√Ķes.

O papa Francisco aceitou, nesta sexta-feira (20), a ren√ļncia aos direitos e prerrogativas cardinal√≠cias apresentada pelo ex-arcebispo de Edimburgo (Esc√≥cia), Keith O'Brien, envolvido em um esc√Ęndalo de abusos sexuais.

O'Brien, de 77 anos, que renunciou a participar no conclave de 2013 que elegeu Francisco, perde assim o direito de participar em assembleias e conclaves, de assessorar o pont√≠fice em suas decis√Ķes, ou seja, de assistir em Roma as reuni√Ķes da hierarquia da Igreja.

Segundo fontes religiosas, o comunicado oficial do Vaticano não especifica se ele manterá o título honorário.

Trata-se de um caso excepcional, já que apenas em 1927 aconteceu houve algo parecido, com o jesuíta Louis Billot, um dos teólogos de referência da extrema-direita francesa.

A in√©dita decis√£o do Papa foi classificada de corajosa pelo vaticanista Andrea Tornielli, que acha que Francisco quis assim confirmar sua vontade de aplicar sem hesita√ß√£o a "toler√Ęncia zero" em todos os casos de abusos sexuais, mesmo quando envolva um dos chamados "pr√≠ncipes da Igreja".

O'Brien pediu perd√£o publicamente depois de reconhecer que manteve uma conduta sexual inadequada para um sacerdote.

Fonte: AFP via Terra