FG News: Igreja Universal realiza batismo em presídios do Pará e do Amazonas

Postado em: 18-07-2016

Os trabalhos da Igreja Universal do Reino de Deus nos presídios brasileiros continuam alcançando os encarcerados com a mensagem da salvação e libertação.

Prova disso s√£o os batismos que acontecem periodicamente nas penitenci√°rias de Norte a Sul do pa√≠s. As cerim√īnias mais recentes aconteceram no Par√° e no Amazonas quando 37 detentos desceram √†s √°guas.

Imagem redimensionadaEm Manaus, mais precisamente na Unidade Prisional do Puraquequara, na capital amazonense, o batismo aconteceu no dia 25 de junho quando 12 homens foram batizados em uma piscina montada pelos obreiros e volunt√°rios.

O pastor responsável pela evangelização naquela unidade é Paulos Gomes, que deu uma palavra especial para os detentos que se batizaram e outros que acompanhavam o momento.

‚ÄúFalei para eles sobre estar √† beira do caminho e entrar no caminho. Dei o exemplo do cego de Jeric√≥: ele estava √† beira do caminho e era pobre, cego e mendigo. Mas, quando entrou no caminho, foi salvo, curado e liberto. Assim ser√° a vida daquele que aceita o Senhor Jesus‚ÄĚ, disse o pastor ao site Universal.org.

J√° no dia 28 de junho o batismo aconteceu em Altamira, no Par√°, quando 25 detentos desceram √†s √°guas do batismo. ‚ÄúH√° uma grande necessidade de alimento espiritual naqueles que vivem no meio penitenci√°rio, pois, diante dos problemas, buscam alternativas de mudan√ßa de vida‚ÄĚ, diz o pastor Glebson Silva, respons√°vel pela evangeliza√ß√£o.

‚ÄúA √ļnica sa√≠da √© encontrada no Senhor Jesus, que por meio da Universal, como instrumento, leva a Palavra de Salva√ß√£o‚ÄĚ, completa.

Os trabalhos de evangelismo são uma das alternativas propostas para a ressocialização de presidiários, tanto que muitos responsáveis pelo sistema penitenciário aceitam e aprovam as atividades promovidas pelas igrejas.

O diretor interventor da Superintend√™ncia do Sistema Penitenci√°rio do Estado do Par√° (Susipe), Ringo Alex Rayol Frias, destacou a import√Ęncia do trabalho realizado pelo pastor Glebson e os volunt√°rios da Igreja Universal.

‚ÄúEu vejo nesse trabalho uma grande oportunidade de o preso se sentir como um verdadeiro cidad√£o, j√° que n√£o √© f√°cil por estar sendo tirada a sua liberdade. Por esse trabalho ele se sente acolhido e valorizado. Isso reflete no comportamento, na disciplina e, consequentemente, na normalidade e o respeito aqui dentro. A superintend√™ncia √© grata √† Universal pela sua valiosa contribui√ß√£o no processo de reintegra√ß√£o social dos detentos.‚ÄĚ

Fonte: Gospel Prime via O Nort√£o