Tecnologia: Samsung pode desativar remotamente os √ļltimos Galaxy Note 7

Postado em: 09-12-2016

Uma atualiza√ß√£o de software pode ser o √ļltimo prego do caix√£o do Samsung Galaxy Note 7: as √ļltimas unidades seriam desativadas remotamente.

Segundo rumores apurados pelo site The Verge, a empresa sul-coreana está prestes a enviar uma atualização de software que impedirá os aparelhos de fazer recarga.

Oficialmente, a Samsung se recusou a comentar sobre a poss√≠vel medida dr√°stica a ser adotada nos Estados Unidos. Uma mensagem possivelmente de teste foi enviada para pelo menos um usu√°rio da operadora US Cellular, alertando que a partir de 15 de Dezembro seria feita uma modifica√ß√£o de software que bloquearia a recarga da bateria do Galaxy Note 7 e ‚Äúo telefone n√£o ir√° mais funcionar‚ÄĚ.

Se realmente acontecer, a atualiza√ß√£o n√£o ser√° muito diferente de outras distribu√≠das pela Samsung durante a crise que afetou o smartphone. Ap√≥s a confirma√ß√£o da onda de explos√Ķes da bateria do modelo, a empresa emitiu um recall que n√£o foi comunicado adequadamente de acordo com os cr√≠ticos da empresa e tampouco obedecido pelos usu√°rios, segundo os dados estat√≠sticos.

Desde ent√£o, a Samsung optou por distribuir atualiza√ß√Ķes autom√°ticas que limitavam a carga da bateria em 60% e alertavam na tela sobre a necessidade do recall. No Canad√°, a empresa j√° neutralizou funcionalidades do Galaxy Note 7, desabilitando o Bluetooth e o Wi-Fi, para for√ßar os usu√°rios a devolverem o aparelho com risco de explos√£o.

Fonte: Código Fonte