Missões: Portas Abertas lança Lista Mundial da Perseguição em janeiro

Postado em: 03-01-2017 Imagem redimensionada

No dia 11 de janeiro, a Lista Mundial da Perseguição será atualizada no site da Portas Abertas e trará novidades sobre a situação da igreja ao redor do mundo.

Em 2017, a Portas Abertas comemora o 25º ano da publicação da Lista Mundial da Perseguição, que foi e continua a ser a única pesquisa anual que lista os 50 países mais difíceis para praticar a fé cristã. Uma das novidades é a mudança de nome de Classificação da Perseguição Religiosa para Lista Mundial da Perseguição, seguindo uma tendência global de nomenclatura para a Lista.

O ranking anual de 50 países é o produto de uma pesquisa conduzida por especialistas e colaboradores de campo da Portas Abertas durante todo o ano.

Analistas pesquisam contatos importantes em vários países, e esses contatos, por sua vez, examinam suas próprias redes sobre o estado da liberdade religiosa para os cristãos em cinco áreas da vida: privada, familiar, comunitária, nacional e dentro da igreja. Essas cinco áreas compreendem o elemento de pressão da perseguição - a pressão diária de discriminação oficial, atitudes hostis e rejeição da família.

Separadamente, a equipe mede a violência contra os cristãos. Este é o elemento de "perseguição", que muitas vezes comanda manchetes, mas que raramente é a realidade mais dominante dos cristãos que vivem nos países da Lista.

Para cada país pesquisado, as pontuações de cada uma das cinco categorias são combinadas para criar uma pontuação total. As pontuações determinam a classificação do país na Lista Mundial da Perseguição (World Watch List, em inglês).

A Lista Mundial da Perseguição de 2017 representa os 12 meses que terminam em 31 de outubro de 2016.

A partir do dia 11 de janeiro, em lançamento mundial, o site da Portas Abertas trará uma série de informações sobre cada país e o que está acontecendo na perseguição mundial aos cristãos.

Fonte: Portas Abertas