FG News: Ap√≥s sete anos de guerra, tr√™s milh√Ķes de crian√ßas n√£o conhecem a paz na S√≠ria

Postado em: 12-03-2017

A guerra na S√≠ria est√° entrando no seu s√©timo ano e a Ag√™ncia da ONU para Refugiados, pede "medidas dr√°sticas para fortalecer a paz e a seguran√ßa no pa√≠s", antes que a situa√ß√£o piore. A ag√™ncia est√° encorajando a comunidade internacional a redobrar o seu apoio aos deslocados pelo conflito para amenizar o intenso sofrimento de "milh√Ķes de civis inocentes".

Imagem redimensionadaO atual dirigente do Alto Comissariado da ONU para Refugiados (Acnur), Filippo Grandi, declarou que a " S√≠ria est√° numa encruzilhada". Cerca de 13,5 milh√Ķes de pessoas no pa√≠s precisam receber ajuda humanit√°ria, sendo que 6,3 milh√Ķes s√£o deslocados internos. O Acnur lembra que milhares de s√≠rios fizeram viagens arriscadas por terra e mar em busca de seguran√ßa.

Segundo a ag√™ncia, quase tr√™s milh√Ķes de crian√ßas s√≠rias cresceram sem saber como √© viver num local sem conflito, j√° que, quando nasceram, o pa√≠s j√° estava em guerra.

Pessoas, n√£o n√ļmeros

Filippo Grandi lembrou que o "conflito n√£o √© sobre n√ļmeros, √© sobre pessoas", uma vez que "fam√≠lias foram arrasadas, inocentes foram mortos e casas, empresas e meios de subsist√™ncia foram destru√≠dos". Para ele, a situa√ß√£o √© um exemplo de "um fracasso coletivo". Para tentar amenizar o problema, no in√≠cio de abril, haver√° em Bruxelas, na B√©lgica, uma confer√™ncia internacional sobre financiamentos para ajuda humanit√°ria no pa√≠s.

A ONU precisa de US$ 8 bilh√Ķes neste ano para atender as necessidades dos civis que est√£o no pa√≠s e das fam√≠lias que est√£o refugiadas em na√ß√Ķes vizinhas. O Acnur confirma que vai continuar prestando assist√™ncia e prote√ß√£o √†s v√≠timas do conflito. No ano passado, um milh√£o de s√≠rios receberam ajuda durante o inverno e ao longo do ano, mais de quatro milh√Ķes foram beneficiados com comida, rem√©dios, roupas e utens√≠lios.

O Alto Comissariado das Na√ß√Ķes Unidas para Refugiados (Acnur), tamb√©m conhecido como a Ag√™ncia da ONU para Refugiados, tem como miss√£o dirigir e coordenar a a√ß√£o internacional para proteger e ajudar as pessoas deslocadas em todo o mundo e encontrar solu√ß√Ķes duradouras para as mesmas. A ag√™ncia iniciou seus trabalhos em 1950 e j√° ajudou dezenas de milh√Ķes de pessoas ao redor do mundo, em situa√ß√Ķes como a da S√≠ria. Por conta disto, recebeu dois Pr√™mios Nobel da Paz por seu trabalho humanit√°rio.

Fonte: √öltimo Segundo - iG