FG News: Obras revelam túmulos de arcebispos de Canterbury em Londres

Postado em: 17-04-2017

Obras em uma antiga igreja de Londres, transformada em um museu, permitiu a descoberta de um túmulo do século XVII com cerca de vinte ataúdes, incluidos cinco de arcebispos de Canterbury.

Um dos caixões identificados é o de Richard Bancroft, arcebispo de Canterbury - primaz da Igreja anglicana - entre 1604 e 1610. Presidiu o comitê de escritura da Bíblia do rei James, uma tradução para o inglês do Antigo e Novo Testamento publicada em 1611, um ano depois de sua morte.

"Saber que a pessoa que liderou o projeto da bíblia do rei James está enterrada aqui é uma descoberta formidável. Deperta total interesse", declarou o historiador britânico Wesley Kerr.

A descoberta aconteceu por causa das obras de ampliação do Museu de História da Jardinagem (Garden Museum), instalado na igreja da Santa María de Lambeth en Londres, perto da residência do arcebispado.

"Todos os arqueólogos de Londres visitaram essa igreja", afirma Christopher Woodward, diretor do museu. "Mas nenhum deles nos assinalou que poderíamos fazer semelhante descoberta".

O fato de que já tivessem feito obras na igreja nos anos 1850, com a retirada de centenas de ataúdes, tornava improvável uma nova descoberta, explicou.

Entre os féretros encontrados, dois tinham placas nominativas: o de Bancroft e o de John Moore, arcebispo de Canterbury entre 1783 e 1805.

Os registros da Igreja também permitiram revelar a presença de outros três arcebispos enterrados noa cripta: Thomas Tenison (primaz da Igreja anglicana entre 1695 e 1715), Matthew Hutton (entre 1757 e 1758) e Frederick Cornwallis (entre 1768 e 1783).

Fonte: AFP