FG News: Pesquisa revela que 62% dos pastores lidam com a solidão

Postado em: 18-05-2017 Imagem redimensionada

Uma pesquisa realizada entre os pastores e ex-pastores revelou que muitos estão trabalhando demais e se sentindo sobrecarregados diante de suas tarefas.

A análise foi realizada online entre setembro de 2016 e março de 2017 pelo ministério ExPastors, que atende pastores, ex-pastores e outros líderes cristãos.

Segundo o estudo, 86% dos entrevistados sentem que não são capazes de cumprir todas as exigências de sua função. Outros 77% sentem que “exigências irrealistas” são esperadas deles e de suas famílias.

Quando questionados se eles já pensaram em parar o ministério, 85% dos entrevistados disse que sim e 64% já duvidaram de seu chamado para o ministério. Além disso, 58% se sentiram feridos e rejeitados pela igreja quando foram convidados a sair ou decidiram sair de seu cargo.

Mais de metade dos entrevistados (62%) disseram que lidam com a solidão, 65% sofrem com ansiedade, 39% têm depressão e 29% já lidaram com pensamentos suicidas. Outros 44% dos entrevistados disseram que assumiram seu papel de pastor sem um mentor.

O ministério ExPastors explicou que a pesquisa não é um verdadeiro estudo científico baseado na investigação, mas uma pesquisa aplicada através da internet com uma amostra de 577 pessoas.

Uma forma de combater o excesso de trabalho pastoral é equipar os membros da igreja, de acordo com Karl Vaters, pastor da igreja Cornerstone Christian Fellowship.

Ele incentiva os pastores a “equipar e não apenas informar ou inspirar” as pessoas, treinar equipes em vez de nomear comissões e “envolver a equipe no processo de tomada de decisão”.

Thom Rainer, presidente da LifeWay Christian Resources, recomenda que os pastores passem mais tempo em oração e no estudo da Bíblia. Ele também aconselhou os líderes a orarem pela comunidade que está fora da igreja, o que os ajudaria a parar de olhar para dentro demais.

Fonte: Guia-me