FG News: CGADB reforma estatuto da CPAD sem autorização da Assembleia Geral

Postado em: 15-06-2017

Uma mudan√ßa no Estatuto da Casa Publicadora das Assembleias de Deus (CPAD) confere poderes antes dados ao diretor executivo para o Presidente do Conselho Administrativo, no caso o pastor Wellington J√ļnior, filho do atual presidente da Conven√ß√£o Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB).

Imagem redimensionadaAcontece que toda alteração de estatuto deve passar pela Assembleia Ordinária, o que não aconteceu. Tanto na pauta, quanto na ata da 42ª AGO, realizada em 2015 na cidade de Fortaleza, não consta a discussão ou votação dessas mudanças que foram assinadas em abril e registradas em julho daquele ano.

Com as mudan√ßas assinadas pelos pastores Jos√© Wellington Bezerra da Costa, Roberto Jos√© dos Santos e Abiezer Apolin√°rio da Silva, Wellington Jr. passa a ter poderes antes conferidos ao diretor executivo, Ronaldo Rodrigues, que agora √© superintendente da CPAD. Wellington Jr. tem poderes de decidir tudo sobre a empresa, desde fazer demiss√Ķes e contrata√ß√Ķes, at√© movimentar as contas da Casa Publicadora.

Modificar um estatuto sem que a Assembleia decida √© um ato grave que fere os pr√≥prios estatutos da CGADB. No artigo 28, por exemplo, lemos que a Assembleia √© soberana nas suas decis√Ķes, logo todos os membros deveriam participar e decidir sobre tais mudan√ßas.

‚ÄúArt. 28. A Assembleia Geral da CGADB, constitu√≠da de todos os membros no gozo de seus direitos na forma prevista neste Estatuto, √© o √≥rg√£o m√°ximo e soberano de decis√Ķes, com poderes para resolver quaisquer neg√≥cios, decidir, aprovar, reprovar, ratificar ou retificar os atos de interesse da CGADB realizados por qualquer √≥rg√£o da mesma ou de pessoa jur√≠dica vinculada‚ÄĚ, diz o citado artigo.

Fonte: JM Notícia