FG News: "Quanto mais o terrorismo ataca, mais a fé cristã se fortalece", diz pesquisador sobre o Egito

Postado em: 12-07-2017

Ap√≥s terem sido brutalmente atacados em diferentes ocasi√Ķes recentes no Egito, os crist√£os coptas continuam firmes com sua f√© em Jesus, apesar de toda a viol√™ncia imposta pelos terrorista do Estado Isl√Ęmico.

Imagem redimensionadaMounir Farag, um especialista sobre conflitos no Oriente M√©dio diz que os nove milh√Ķes de crist√£os coptas do Egito (cerca de 10% da popula√ß√£o do pa√≠s) sempre foram vistos de forma diferente.

No entanto, o professor diz que recentemente os ataques contra eles aumentaram devido à ideologia de certos grupos de muçulmanos no país, como a Irmandade Muçulmana.

Muitos foram afetados pela manipula√ß√£o pol√≠tica desde a inf√Ęncia e passaram a buscar mais a mensagem do Alcor√£o, n√£o pela prega√ß√£o de paz paz e de, mas pelo aspecto pol√≠tico que tamb√©m pode ser encontrado em suas escrituras.

"Nos √ļltimos 45-50 anos, n√£o h√° um √ļnico ano sem que algo grave aconte√ßa. Poderia ser o comportamento pessoal, o comportamento grupal, mas isso √© parte, principalmente de ideologia, especialmente aquelas ideologias focadas na parte dif√≠cil ou na segunda parte do Alcor√£o, que √© a vers√£o escrita em Madina, quando o profeta Maom√© mudou deixou de ser um l√≠der espiritual e se tornou um l√≠der pol√≠tico", explicou.

Esta mentalidade pol√≠tica violenta, ent√£o, desempenha um papel na economia, que foi particularmente fraca nos √ļltimos sete anos.

Porém Farag destacou que os cristãos não estão se intimidando com tanta violência e que esta perseguição, surpreendentemente está levando ao fortalecimento do cristianismo no país.

"O que √© importante √© quanto mais eles [terristas] atacam, quanto mais eles matam, a f√© crist√£ se torna mais forte. O perd√£o liberado pelas v√≠timas e suas fam√≠lias √© maravilhoso. Os crist√£os no Egito, onde todos s√£o gratos a Deus, est√£o tendo sua f√© fortalecida desde a inf√Ęncia. Durante o √ļltimo ataque, houve muitas crian√ßas das quais ouvi seus depoimentos e as vi perdoarem aqueles que realizaram ataques contra elas e suas fam√≠lias", afirmou.

O professor diz que, à medida que os grupos muçulmanos extremistas doutrinam os jovens com o ódio, os cristãos estão tentando fazendo exatamente o contrário e plantando sementes de fé e perdão nas crianças para a esperança de um futuro melhor.

Fonte: Guiame