FG News: Bento XVI defende o ensino da religi√£o nas escolas

Postado em: 11-09-2006 O papa Bento XVI defendeu neste domingo em Munique o ensino da religião nas escolas e pediu aos professores desta matéria e aos educadores em geral que "tenham presente" no dia-a-dia do magistério "a busca de Deus", "apesar de ser difícil tratar do tema da fé no mundo pluralista atual".

A defesa do ensino da religião nas escolas foi feita diante de várias crianças de primeira comunhão, padres jovens, professores da matéria, catequistas e sacerdotes que assistiram à celebração de uma missa na tarde de hoje na catedral de Munique.

No templo maior da cidade da qual foi arcebispo e cardeal, o bispo de Roma reiterou sua posição sobre o ensino da religião nas escolas, e disse que a família, a escola e a paróquia são os três lugares da formação do indivíduo.

O papa também pediu aos pais que ajudem seus filhos a ter fé e que os acompanhem à missa aos domingos.

Suas recomenda√ß√Ķes n√£o pararam por a√≠. O Pont√≠fice tamb√©m rogou aos pais que rezem com seus filhos em casa, antes das refei√ß√Ķes, e antes de dormir, j√° que, segundo suas palavras, a ora√ß√£o n√£o nos liga apenas com Deus, mas tamb√©m com o pr√≥ximo.

"A oração é uma força de paz e alegria", disse Bento XVI, que, dirigindo-se aos sacerdotes, instou-os a fazerem das paróquias uma "pátria interior" para os fiéis.

O papa acrescentou que o ensino da religião e a catequese na escola "não podem ser reduzidos à dimensão de 'religionologia' ou da ciência da religião, como alguns esperam", disse.

A celebra√ß√£o da missa na catedral de Munique foi o √ļltimo ato p√ļblico do segundo dia desta segunda viagem do Pont√≠fice √† Alemanha.

Amanhã, o papa visitará o santuário de Altötting, a cidade de Regensburg, em cuja universidade lecionou Dogmática Religiosa, e seu povoado natal, Marktl am Inn, onde nasceu em 16 de abril de 1927.

Fonte: EFE