FG News: Presidente criacionista levará os EUA à perdição, alertam cientistas

Postado em: 05-01-2008 A vitória do pastor batista Mike Huckabee na primeira etapa do processo de escolha do candidato republicano à Casa Branca levou a comunidade científica americana a advertir sobre os perigos de se eleger um presidente que duvida da teoria da evolução.

"Se nosso país começar a se comportar de forma irracional, enquanto todos os demais países que avançam e buscam nos alcançar (para serem líderes mundiais em ciência e tecnologia) se comportam racionalmente, estamos condenados", alertou o professor da Universidade de Michigan Gilbert Omenn, na apresentação de um livro da Academia Nacional de Ciências.

"Um presidente que não acredita na teoria da evolução me preocuparia (...) É uma forma de conduzir nosso país para a perdição", frisou este integrante do painel de especialistas presentes no lançamento do livro "Ciência, evolução e criacionismo".

"Não ensinamos a astrologia como alternativa para a astronomia, ou a bruxaria como alternativa para a medicina", defendeu Francisco Ayala, professor de Ciências Biológicas na Universidade da Califórnia, presente no painel.

"Temos de entender a diferença entre o que é e o que não é ciência. Não devemos ensinar o criacionismo como alternativa à evolução", insistiu.

O ex-governador do Arkansas (sul) Huckabee, um cristão conservador de 52 anos, que venceu na quinta-feira a primária republicana de Iowa (centro), disse, durante um debate em maio de 2007, não acreditar na teoria da evolução.

Após sua vitória em Iowa, porém, Huckabee moderou sua postura antievolucionista, declarando, em uma entrevista à TV, que a pertinência de se ensinar o criacionismo nas escolas não é "assunto do nosso presidente".

Fonte: EFE